ForMóbile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Móveis para quartos infantis: oportunidade para o setor

móveis para quartos infantis.png
Confira dicas para projetar móveis para quartos infantis e aproveitar essa oportunidade no setor moveleiro.

Projetar móveis para quartos infantis exige que o profissional conheça o universo dos pequenos, com o intuito de mapear as demandas de uso que vão muito além do descanso noturno. A infância, que vai até os 12 anos de idade incompletos, é a principal fase de desenvolvimento humano, e exige cuidados específicos.

A arquiteta mineira, Eduarda Corrêa, proprietária do escritório de arquitetura e interiores que leva seu nome, enfatiza: “Projetar móveis infantis, de qualidade, exige um olhar atento para as necessidades de uso das crianças, com foco em segurança para evitar acidentes. O processo de criação, produção e instalação deve contar com fornecedores de qualidade e profissionais bem treinados. Nossos móveis contam com quinas arredondadas e evoluem junto com as crianças, ou seja, as dimensões podem ser ajustadas, acompanhando o desenvolvimento característico da infância”.

Como atender a essa grande demanda de mercado, oferecendo móveis para quartos infantis que gerem as melhores experiências de uso, tanto para as crianças quanto para os pais? Acompanhe.

O que é o Método Montessori?

Trata-se de um método pedagógico, desenvolvido pela médica e educadora italiana Maria Montessori. Esse método parte do princípio de que todas as crianças podem aprender a partir das experiências vividas em um determinado ambiente.

A experimentação é a principal forma de aprendizado, sendo indicado que os móveis para quartos infantis estejam na altura dos olhos dos pequenos. A criança não pode ter medo de errar e, para isso, precisa de um ambiente seguro.

Eduarda Correa - Arquitetura e Interioresmóveis para quartos infantis 3.png

Móveis montessorianos estimulam a criatividade, a autonomia e a liberdade, uma vez que respeitam as habilidades físicas, sociais e psicológicas de cada faixa etária. Corrêa cita camas baixas, caixas com rodízios para guardar os brinquedos e prateleiras acessíveis, para livros, como exemplos de mobiliário que seguem esse método.

3 dicas para projetar móveis para quartos infantis

Os móveis para quartos infantis devem ser multifuncionais, sendo adequados para o estudo, para realização de brincadeiras e atividades lúdicas, assim como para o descanso e o relaxamento.

Veja, a seguir, algumas dicas para acertar ao projetar móveis para quartos infantis:

Móveis personalizados e ajustáveis

Meninos e meninas de uma mesma faixa etária podem apresentar alturas diferentes, e o ideal é conhecer as medidas da criança que vai utilizar os móveis.

“Móveis infantis com boa ergonomia, e que se adequem ao corpo das crianças, proporcionam mais conforto de uso, favorecendo posturas corretas durante a realização das atividades. A boa postura impacta o desempenho escolar, principalmente durante o homeschooling, favorecendo a concentração e o foco durante as aulas", ressalta Corrêa.

Eduarda Correa - Arquitetura e Interioresmóveis para quartos infantis.png

Os móveis ajustáveis apresentam vida útil mais longa, acompanhando a criança por boa parte da infância. Os pais também agradecem por não precisarem renovar o mobiliário com frequência.

Móveis lúdicos fortalecem os laços afetivos

O quarto infantil deve ser um espaço que estimule a imaginação a partir de brincadeiras com os pais, irmãos e amigos. O mobiliário pode ser uma ferramenta de suporte para esses momentos de maior interação, com características multifuncionais.

“Aprender a dividir e a respeitar a individualidade do outro, desde pequenos, ajuda os irmãos a criarem maior empatia ao longo de toda a vida. Compartilhando o mesmo quarto, com móveis lúdicos, são estimulados a brincar juntos, fortalecendo a união e o companheirismo”, explica a arquiteta.

Materiais e iluminação

É comum que as crianças utilizem lápis de colorir, canetas hidrográficas, colas e demais materiais que podem danificar a superfície do mobiliário. Assim, os móveis para quartos infantis devem ser produzidos com materiais resistentes, de fácil manutenção.

Eduarda Correa - Arquitetura e Interioresmóveis para quartos infantis 2.png

“Trabalhamos muito com painéis industrializados de MDF laminado que apresentam resina melamínica, altamente resistente à umidade e atritos. Oferecem, também, grande variedade de padrões gráficos que imitam madeira natural, laca e microtexturas, compondo todos os estilos decorativos. As corrediças com sistema de amortecimento evitam que as crianças prendam os dedos ao fecharem portas e gavetas. Em relação aos puxadores, optamos pelos que melhor se adaptam ao tamanho das mãos infantis”, finaliza. 

A iluminação dos móveis também é fator importante! Uma bancada com iluminação de LED, por exemplo, pode auxiliar os estudos durante o dia, com iluminação branca-azulada. À noite, deixando a iluminação mais amarelada, proporciona relaxamento e indução ao sono.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar