ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Madeira maciça x MDF

Madeira Maciça x MDF: como escolher entre os materiais?

Descubra se a madeira maciça é o melhor material para o seu projeto, ou o MDF.

A escolha da madeira correta para um projeto de marcenaria é fundamental. Tanto para garantir a durabilidade do móvel quando para atender as expectativas do cliente, essa questão exige atenção especial. Por isso, é importante conhecer as características tanto do MDF quanto da madeira maciça.

A madeira maciça é um produto natural. No Brasil, são cerca de 12 mil espécies diferentes. Cada tipo apresenta características diferenciadoras, tanto no que diz respeito à cor quanto à densidade.

O designer Paulo Alves, proprietário do estúdio que leva o seu nome, traz um exemplo da Cumaru, uma das madeiras maciças mais conhecidas no país. “Dependendo do lugar em que é cultivada, ela pode apresentar diferença em relação a uma outra árvore da mesma espécie, que tenha nascido e crescido em outro lugar. Com a madeira maciça, é possível ter essa diversidade fazendo com que a mesma madeira tenha características distintas em outra localidade”.

Por sua vez, o MDF é feito com madeira reconstituída mediante prensagem contínua da fibra ou de partículas de madeira.

“O MDF é amplamente utilizado na indústria moveleira e nas marcenarias. Isso porque possui grande maleabilidade, o que garante ótima condição para corte, entalhes ou acabamentos como cantos arredondados para a aplicação de pintura”, pontua o responsável pela comunicação do Instituto Brasileiro de Árvores (IBA), Thiago Lacerda Santiago.

No MDF, cabe salientar, ainda, que a madeira é triturada, se transformando em uma espécie de massa. Depois, o material é colocado em uma prensa. De lá, a madeira sai estabilizada.

Perfis diferentes, aplicações diversas

Como é possível observar, as duas madeiras têm perfis diferentes. Hoje, boa parte da indústria de planejados utiliza o MDF. Isso porque é um tipo de madeira mais básica, que não apresenta muitas variações.

“Com essa madeira, um guarda-roupa, por exemplo, terá um custo mais reduzido do que o de um armário de madeira maciça. Nesse sentido, é importante saber que o MDF exige técnicas mais simples do que a madeira maciça, que demanda uma técnica mais rebuscada, pois passa por um processo de secagem que o torna mais caro”, explica Alves.

Vale destacar, também, que em alguns projetos é possível mesclar as duas madeiras. Isso pode ser feito em uma mesa, por exemplo, diferenciando as aplicações. Enquanto a maciça ocupa a parte estrutural, o MDF vai para o tampo. Isso gera maior sustentação mas com um tampo mais leve.

Vantagens da madeira maciça e do MDF

Além dos atributos que vimos anteriormente, o MDF vem mais processado e apresenta menos chance de empenar. Por outro lado, tem menor resistência à água do que a madeira maciça. Além disso, pode apresentar problemas em locais úmidos, o que deve ser levado em conta na produção do móvel. A madeira maciça sai na frente nessa questão, com resistência garantida pelas fibras ao longo de toda a prancha.

Madeira maciça ou MDF: como você define essa escolha em seus projetos? Compartilhe sua experiência nos comentários e até a próxima. 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar