Gestão

Pinus ou eucalipto: qual a melhor opção para produção de painéis de MDF?

Como muita gente sabe, o MDF é produzido a partir de fibras selecionadas da madeira de pinus ou eucalipto, que são unidas com o auxílio de uma resina, por meio de um processo industrial que envolve bastante pressão e calor, capaz de garantir painéis com boa resistência e homogeneidade, assim como poucas variações de tamanho e espessura.

Porém, independentemente da matéria-prima utilizada – pinus ou eucalipto –, o MDF é fabricado a partir de madeira reflorestada. Por esse motivo, possui baixo impacto ambiental, auxiliando na manutenção do ecossistema.

Já em termos mercadológicos, o MDF possibilita maior criatividade para a criação do design das peças, que podem receber formas arredondadas e ter riqueza de contornos.  Além disso, no formato tradicional dos painéis, apresenta uma superfície lisa e permite cortes em qualquer sentido.

Pinus ou eucalipto: qual escolher?

A principal diferença entre os painéis de madeira de pinus e eucalipto está nas fibras. O primeiro tem uma fibra mais longa, enquanto o segundo apresenta fibras mais curtas, o que ajuda a dar uma melhor estabilidade dimensional para peças mais longas, assim como boa usinabilidade e possibilidades de acabamento.

Falando especificamente do eucalipto, Franciele Fraga, arquiteta pela Universidade Federal de Pelotas, destaca que, “em geral, ele é bem mais pesado e mais duro do que o pinus. Além disso, a madeira do eucalipto é mais escura, e suas fibras mais curtas podem causar maior desgaste nas ferramentas usadas para o manejo da madeira.”

A arquiteta também frisa que o MDF de pinus, por sua vez, é mais ‘arrepiado’, podendo até conter imperfeiçoes, como farpas, enquanto o MDF de eucalipto é liso e melhor acabado.

No entanto, como observa Franciele, “é preciso estar atento à escolha do fornecedor do insumo ao adquirir o produto, pois algumas empresas, em função da briga por preço, acabam utilizando madeira de qualidade inferior e, muitas vezes, um painel de pinus acaba sendo bem superior a outro de eucalipto.”

Vale ressaltar que, na fabricação de painéis de pinus, a madeira é colada com resina sintética termofixa, que age sob efeito de temperatura e pressão, fazendo com que o MDF fique mais compacto e adquira mais resistência às variações de temperatura. Esse processo também ajuda a evitar que cupins e outros insetos perfurem e danifiquem o móvel.

Além disso, o fato de o MDF de pinus ter uma cor clara promove economia no uso de tinta, pois são dadas menos demãos na placa ou no móvel. Ele também é o mais indicado para quem precisa trabalhar com formas arredondadas, cavas embutidas, frisos, fresas e recortes, pois se trata de uma madeira mais macia.

Por sua vez, o tipo de fibra do eucalipto, mais curta do que a de outras madeiras, ajuda a tornar o painel mais compactado, o que faz a diferença na hora de cortar, usinar e furar. Já no momento do acabamento, os painéis de MDF de eucalipto apresentam menor arrepiamento, o que favorece um lixamento mais ágil.

“E se você precisar furar ou fixar parafusos, os painéis de MDF de eucalipto possibilitam furos mais perfeitos e bem definidos, facilitando a montagem dos móveis, o melhor ‘agarre’ dos parafusos e um menor risco de quebra na hora da fixação”, finaliza a arquiteta.

E você, o que acha? Qual a melhor opção para a produção de painéis de MDF? Conte pra gente pelos comentários e até a próxima!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *