ForMóbile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Escritório de arquitetura: como organizar o trabalho híbrido

trabalho híbrido escritórios de arquitetura.png
Conheça as características do trabalho híbrido e como seu escritório de arquitetura pode adotá-lo com sucesso

O trabalho híbrido surge como forte opção corporativa para o período pós-pandemia, devido ao avanço da vacinação em todo o Brasil. A tendência de retorno ao trabalho presencial gera novas demandas, tanto para os colaboradores quanto para as empresas.

Flávio Verrísimo, CEO e Gestor Executivo da 2Office, aponta: “Os escritórios de arquitetura devem repensar seus espaços físicos, para o trabalho híbrido, com ambientes mais amigáveis, colaborativos e menos formais. O espaço corporativo passa a ter a função principal de reunir as equipes de trabalho para reuniões, confraternizações, treinamentos e apresentações de novos produtos e metodologias”.

O formato do trabalho está em processo de transformação e, provavelmente, não retornará para o antigo padrão de oito horas diárias, cinco dias por semana, mas também não deixará de ser presencial.

A grande questão gira em torno de como os escritórios de arquitetura podem enfrentar essa transição com maior equilíbrio e produtividade.

Acompanhe, a seguir, e descubra como o trabalho híbrido pode ser saudável e eficaz para toda a estrutura corporativa.

O que é trabalho híbrido?

Inicialmente, o trabalho híbrido é uma junção do que há de melhor no trabalho presencial e no à distância, permitindo que colaboradores e escritórios usufruam do melhor que esses dois universos têm a oferecer.

É comum que as demandas entre departamentos sejam diferentes, cabendo ao setor de relações humanas (RH), em conjunto com os gestores e o setor jurídico, definirem as rotinas e escalas de trabalho mais adequadas. Atenção às leis em vigor que regulamentam o trabalho remoto, em modalidade celetista.

Assim, deve-se estabelecer uma escala de trabalho presencial entre os funcionários, que seja adequada a cada tipo de atividade a ser realizada. Caso o escritório de arquitetura conte com um showroom de móveis, por exemplo, esse planejamento exige maior atenção, uma vez que lida diretamente com os clientes.

Escritório de Arquitetura: vantagens do trabalho híbrido

É necessário que o escritório faça uma análise das vantagens e desvantagens percebidas em relação ao trabalho remoto e presencial. Escritórios de arquitetura são espaços criativos, que muitas vezes demandam trabalho colaborativo entre as equipes.

A dinâmica da vida pessoal dos colaboradores também deve ser considerada, como forma de manter a saúde mental de todos.

O trabalho híbrido deve ser condizente com a estratégia de negócio do escritório, podendo, também, atrair e reter novos talentos. O foco deve ser na entrega de atividades, e não, necessariamente, no cumprimento de carga horária.

  • Vantagens para a empresa: redução dos atrasos dos colaboradores, devido às condições de deslocamento, principalmente nas grandes cidades; diminuição de custos, uma vez que o revezamento das equipes presenciais possibilita a adoção de espaços mais compactos, por exemplo.
  • Vantagens para o colaborador: fortalecimento dos laços afetivos familiares, uma vez que o trabalho remoto permite uma participação mais ativa na vida dos filhos, por exemplo; melhora da qualidade de vida.

Escritórios de Arquitetura: o que considerar para o trabalho híbrido?

A sugestão é o retorno gradativo ao trabalho presencial, incentivando uma transição mais natural. Veja, a seguir, alguns dos principais pontos a serem considerados ao implementar o trabalho híbrido em escritórios de arquitetura:

  1. Segurança Digital: o indicado é que as informações institucionais estejam hospedadas em sistema de nuvem, com backup local; computadores institucionais também devem ser disponibilizados com sistemas eficientes de proteção, e regras de acesso para cada grupo de funcionários devem ser estabelecidas.
  2. Adaptações necessárias às equipes e coordenações: é necessária uma revisão dos níveis hierárquicos do escritório, com o intuito de verificar se todos são necessários para o formato híbrido. Em seguida, deve-se revisar os contratos, com as adequações necessárias e definição de metas para cada colaborador. Além disso, estar sempre atento à capacidade de autogerenciamento das equipes, ao estabelecimento de uma comunicação clara e eficiente e às ferramentas de gerenciamento de projetos, próprias para o formato híbrido, também é importante.
  3. Cuidados com ergonomia: promover uma inspeção na residência dos funcionários pode ser uma boa opção para montar um kit padrão, oferecido para o trabalho home office. Esses kits podem contar com cadeiras e mesas ergonômicas, por exemplo.

O mundo passou por um período de adaptação durante a pandemia, e o mesmo vai ocorrer na caminhada de volta à vida com atividades presenciais. Planejamento, aqui, é a chave do sucesso.  

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar