• ForMóbile is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Oportunidades

Conheça os principais tipos de madeira maciça para produção de móveis

Trabalhar com madeira maciça pode ser um desafio, principalmente para um profisisonal que ainda não conheça os tipos de madeira disponíveis no mercado. É preciso compreender que cada material tem suas características próprias, por exemplo. Além disso, as aplicações podem variar de acordo com essas características. Ou seja: esse é um conhecimento indispensável para marceneiros e fábricas de móveis.

Para ajudá-lo nessa missão, reunimos nesse texto alguns dos principais tipos de madeira maciça usados na produção de móveis. Confira a seguir!

Principais tipos de madeira maciça para móveis

Mogno

O mogino é um tipo de madeira nobre e sofisticada. Sua cor varia do castanho avermelhado vibrante ao rosado. Trata-se de um material de alta durabilidade e fácil de ser trabalhado. Além disso, é resistente à ação de fungos e cupins. O mogno, muito presente no sul do Pará, é bastante demandado pelo mercado.

Porém, por se tratar de uma das espécies atualmente ameaçadas de extinção, a sua extração é cercada de regras rígidas. Essas restrições fizeram com que boa parte dos materiais comercializados sob a marca “padrão mogno” fossem compostas por madeiras de outros tipos revestidas, ao fim, por uma generosa camada da espécie nobre.

Itaúba

Muito presente nos trópicos, sobretudo no norte do Brasil, a itaúba é altamente resistente ao ataque de microrganismos. Um ponto importante diz respeito à secagem dessa madeira, que deve ser natural. Isso porque uma secagem artificial pode representar um risco, já que ocasiona rachaduras ao longo do uso.

Cumaru

A madeira cumaru é encontrada no norte do país e é um tipo bastante recomendado para compor móveis, sobretudo em termos de resistência. No entanto, ela pode ser difícil de ser trabalhada, devido a sua rigidez. Talvez por isso, seu uso costuma ser restrito à fabricação de pisos.

Carvalho americano

Madeira dura e de moderada durabilidade. Apesar da sua rigidez, é considerada fácil de ser trabalhada, mas de difícil secagem. O carvalho americano não possui grande resistência a insetos e, se não houver um cuidado especial, a madeira pode apresentar, no médio prazo, fendas e deformações.

Para ampliar a durabilidade dos móveis produzidos com esse material, é preciso ter atenção ao movimentá-los. Também deve ser reservado do calor, mantido distante de fontes como panelas quentes.

Cedro

Essa madeira apresenta tonalidade marrom avermelhada e mostra-se bastante versátil. O cedro é fácil de serrar, lixar e parafusar, o que torna mais prático o processo de montagem do móvel a que se destina. Comum na América do Sul, é marcada por pouca permeabilidade e por apresentar secagem rápida. Sua resistência ao ataque de insetos e microrganismos é considerada média.

Com relação aos cuidados com o material, a aplicação de vernizes ou selantes transparentes é uma ótima estratégia para proteger o cedro da umidade e aumentar sua vida útil. Pode-se também fazer um tratamento na peça com óleo de cedro, no intuito de ressaltar sua luminosidade.

Pinus

A madeira de pinus faz parte do grupo de insumos de reflorestamento. Ela tem como característica marcante ser macia e de textura fina. Além disos, é resistente, durável e de alta qualidade.

Pinho

O pinho é um material resistente, mas não está livre de sofrer arranhões. Trata-se de uma madeira com um custo mais alto quando comparada com outras opções no mercado.

Saiba mais sobre os tipos de madeira maciça:

Madeira Maciça - GUia do acamabento ideal

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 1,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *