ForMóbile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

3 tendências globais para a produção de móveis

Tendências globais na produção de móveis - Realidade virtual
O que a indústria moveleira mundial planeja para o próximo período? Confira 3 tendências!

Identificar tendências globais para a indústria de móveis, que refletem novos hábitos, estilos de vida, necessidades de mercado, etc., é uma forma de encontrar, também, oportunidades. Sejam elas trazidas pela evolução e disrupção tecnológica ou aliadas a outros elementos coletivos, as tendências ajudam gestores e empreendedores a direcionarem seus planejamentos. Com isso, é possível fazer apostas mais seguras para mudanças e inovações com maior potencial de consolidação e crescimento. 

Nesse momento, há diversas tendências que podem impactar a indústria moveleira. Conheça três delas a seguir!

Fique de olho nessas 3 tendências globais para a indústria de móveis

A indústria moveleira é uma indústria dinâmica. Ou seja, se adapta às novas demandas do mercado para manter-se relevante, competitiva e lucrativa. Assim, é importante ter uma atenção especial às mudanças que já estão acontecendo e que repercutirão com cada vez mais intensidade nos fabricantes de móveis. Entre elas, destacam-se:

1. Móveis inteligentes ou integrados com casas inteligentes

Entre as tendências globais para a indústria de móveis, essa está relacionada a outro movimento registrado no segmento: a de mobiliário minimalista. Esse, além do aspecto mais clean agregado ao ambiente, também alinha-se com a demanda trazida pelos empreendimentos imobiliários cada vez mais enxutos. Isso impulsiona soluções inteligentes, multifuncionais e que se adaptem a ambientes cada vez mais compactos.

Nesse contexto, móveis que se integrem a recursos de IoT (Internet das Coisas) e de automação residencial devem ser cada vez mais procurados. Há  os que, por exemplo, combinam som e entretenimento, tornando possível que se substitua um sistema de som robusto e que demanda espaço expressivo para acondicionamento por um sistema inteligente de entretenimento acoplado ao sofá ou a uma mesa, sem cabos, controles ou alto-falantes, apenas com a interface instalada no mobiliário e com controle via smartphone. 

Soluções como essa, além de trazerem mais praticidade e multifuncionalidade à rotina do cliente, ajudam a agregar valor aos móveis produzidos.

2. Sustentabilidade

A sustentabilidade está longe de ser um modismo. Ela é uma preocupação crescente da população que está começando a perceber como recursos naturais estão ficando escassos e como nossas ações impactam no meio ambiente. Portanto, essa é uma das tendências globais para a indústria de móveis.

Por isso, esse deve ser um pilar importante para a indústria moveleira. É preciso levá-lo em consideração nos processos administrativos e produtivos e, também, na escolha e no aproveitamento de suas matérias-primas. 

Para isso, é crucial pensar, por exemplo, na durabilidade agregada às peças, no reaproveitamento de madeiras de refugo, no uso de madeira certificada e no impacto gerado antes, durante e após a vida útil da peça.

Seguir essa tendência ajuda a diferenciar o negócio, a conquistar um segmento de clientes cada vez mais seletivos com suas escolhas de consumo e a agregar valor às peças produzidas.

3. Realidade virtual

De acordo com Eduardo Pimentel Soares, Gerente de Produtos da Mobly, a realidade virtual é um recurso que veio para ficar e que pode ser aplicado em diversos processos da indústria moveleira.

"Com ela, conseguimos ajudar nosso cliente de várias maneiras em sua decisão de compra. Com a realidade virtual, ele consegue projetar os móveis na sua casa de modo que fique muito mais fácil 'experimentá-los' no ambiente antes mesmo de comprá-los, o que reduz o nível de insatisfação com as peças. Também torna possível que ele compartilhe a imagem do cômodo simulado com os novos móveis para que família e amigos possam opinar sobre como aquele objeto se encaixou no ambiente. Além disso, esse recurso reduz a necessidade de o cliente se deslocar até uma loja física para ver o móvel, economizando seu tempo e dinheiro", destaca.

O conceito de realidade virtual já é bem difundido no segmento de entretenimento - em especial, no universo dos jogos eletrônicos. No entanto, apresenta grande potencial para outros mercados, já sendo percebido como uma das tendências globais para a indústria de móveis.

Ele possibilita ou aperfeiçoa a experiência na criação de protótipos, nos testes feitos pelo cliente para a escolha da peça, na identificação de ajustes nos projetos, entre outras questões. Soares lembra de outras aplicabilidades dessa tecnologia.

"A tecnologia é importante para clientes em momentos diferentes de vida. Para pessoas que estão se mudando, pode ser a opção ideal para quem tem pouco tempo e quer saber exatamente como cada móvel ficaria em cada cômodo, sem precisar sair de casa. Já para quem quer repaginar algum ambiente, é uma ótima opção para entender o que combina ou não com os outros móveis", finaliza.

Para descobrir mais sobre tendências globais para a indústria de móveis, confira também o material que preparamos sobre o uso de robôs nas linhas de produção da indústria de móveis.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar