ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

logística para e-commerce de móveis

Logística para e-commerce de móveis: o que você precisa saber

A logística para e-commerce de móveis é uma das áreas mais importantes para a venda online no setor moveleiro. Confira o que você precisa saber antes de montar sua loja virtual!

No início do e-commerce, boa parte dos itens vendidos online era relativamente pequena e leve. A facilidade em embalar, manusear, movimentar e transportar é parte do que fez com que essa forma de comprar começasse assim. Porém, a variedade de itens disponíveis no comércio eletrônico expandiu-se para praticamente qualquer tipo de produto, incluindo os mais volumosos e desafiadores para transportar, como muitos os móveis. Essa passou a ser uma oportunidade importante para a indústria moveleira - principalmente considerando a necessidade de digitalização que a sociedade como um todo enfrenta. Mas, para aproveitá-la, é importante estabelecer com qualidade a logística para e-commerce de móveis.

De acordo com relatório da Business Insider, o varejo de móveis é um dos segmentos que mais crescem no comércio eletrônico. O Statista prevê que esse segmento deve atingir uma receita mundial de US$ 394 bilhões em 2022.

No Brasil, pesquisa realizada pelo Sebrae e pelo E-commerce Brasil indica que Casa e Decoração é o segundo principal nicho de atuação dos empreendedores virtuais.

E, para que sua empresa faça parte disso, é crucial elaborar uma qualificada estratégia de logística para e-commerce de móveis.

"Uma boa logística para venda online de móveis significa oferecer um bom nível de serviço para o cliente, com custo eficiente e prazo de entrega adequado. Para isso, é fundamental contar com muita informação de toda a cadeia logística e ter bastante integração com os provedores de serviços logísticos", recomenda Mário Fernandes, fundador da Mobly.

4 passos para desenvolver a logística para e-commerce de móveis

Na hora de estruturar um e-commerce, garantir o bom funcionamento logística é essencial. Por isso, conheça algumas boas práticas para a sua logística para e-commerce de móveis:

1. Mapear o processo e definir responsáveis internos e externos por cada etapa

Antes de tudo, é preciso desenhar como será a sua logística para e-commerce de móveis. E isso começa pelo mapeamento de sua estrutura logística, averiguando como se dão atualmente seus processos, como é sua demanda para, então, verificar o que ela tem capacidade e expertise para absorver das ações necessárias para implementar ou melhorar sua logística para comércio eletrônico, incluindo preparação e processamento do pedido, embalamento, transporte e entrega. 

"Primeiramente, vem a definição do que fazer 'em casa' e do que terceirizar: movimentar e estocar móveis são tarefas complexas e não triviais. O produto, em geral, é pesado e volumoso, muitas vezes composto por múltiplos volumes e peças frágeis, que, se mal manuseadas, podem facilmente sofrer avarias. Por essas particularidades, a primeira decisão é sobre quais atividades internalizar e quais fazer com parceiros. Na Mobly, por exemplo, desde o início optamos por fazer a armazenagem dentro de casa e a movimentação, um misto entre terceirizar e fazer internamente", afirma Fernandes.

O fundador da Mobly complementa explicando que "no planejamento, é muito importante, junto com as áreas de vendas, projetar a demanda futura e, consequentemente, planejar a capacidade necessária (espaço de armazenagem, número de pessoas, quantidade de empilhadeiras, caminhões, etc.), que não pode ser grande demais que se torne ociosa, nem pequena demais que não dê conta de atender os clientes. Tão importante quanto dimensionar a capacidade interna é, em conjunto com os parceiros, trabalhar na capacidade dos prestadores de serviços terceirizados. Uma vez construída a capacidade, é necessário que a gestão do dia a dia seja bastante eficiente, o que, mais uma vez, depende de um bom nível de informação do processo, além de se ter um bom time com disciplina e método eficiente de gestão".

2. Adotar e implementar a tecnologia 

Para dar suporte e viabilizar a logística para e-commerce de móveis, a tecnologia tem um papel fundamental, como esclarece o especialista.

"A tecnologia ajuda a garantir não só que os processos sejam ágeis, como também o monitoramento preciso das etapas da cadeia, que, por sua vez, viabilizam informações para melhorias de processos, como a correção de problemas pontuais que venham a ocorrer no fluxo logístico. Então, é importante não só que o sistema que controla o e-commerce seja eficiente, como também que ele esteja altamente integrado com os parceiros logísticos, de forma que a comunicação seja rápida e transparente. Sem um bom sistema, é impossível escalar o negócio. No nosso caso, desenvolvemos praticamente todos os sistemas de gestão logística dentro de casa e, no dia a dia, trabalhamos para avançarmos nas integrações com os parceiros".

Desse modo, antes de lançar seu canal para vendas pela internet, é crucial escolher bem o sistema que irá abarcar a operação, fazer as integrações necessárias com outros sistemas ou rotinas logísticas de seu negócio e treinar sua equipe para utilizar a solução da forma projetada.

3. Fazer adaptações para evitar danos aos produtos

Quem já trabalha com a venda presencial de móveis tem um fluxo e recursos de suporte já definidos para manuseio e entrega do produto localmente. No entanto, com a comercialização via comércio eletrônico, assumindo-se um atendimento territorial mais vasto, comumente se mostra necessário fazer adequações nisso e, por vezes, até no portfólio de produtos. Ter embalagens adequadas e seguras para evitar danos é um dos pontos-chave aqui.

"É muito importante testar novos produtos e também estar próximo dos fornecedores para fazer melhorias nos produtos e nas embalagens existentes. Além disso, tem que existir um trabalho de avaliação de processos internos de manuseio, assim como treinamento constante dos funcionários internos. Por último, trabalhar próximo dos parceiros logísticos de forma a orientar como melhor manipular os produtos também é fundamental para evitar danos nas peças", recomenda Fernandes.

4. Agregar valor 

A concorrência no comércio eletrônico está cada vez mais intensa. E a logística para e-commerce de móveis pode constituir formas de diferenciar sua empresa e de agregar valor junto ao seu cliente.

"Nas pesquisas que fazemos com clientes, dois critérios que sempre aparecem como decisivos para a compra são o valor do frete e o prazo de entrega. Por todas as particularidades da logística do produto, os valores de frete e o prazo costumam ser mais altos do que em outras categorias de produtos mais simples de transportar. Por isso, desenvolver uma estrutura logística eficiente, com qualidade e com muita tecnologia é ainda mais importante no e-commerce de móveis que em outros segmentos e pode ser um diferencial competitivo fundamental", finaliza Fernandes.

Agora que você já sabe mais sobre como ter uma melhor logística para e-commerce de móveis, confira também nosso artigo para ajudá-lo a melhorar o índice de devolução de móveis no e-commerce.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar