ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

tendencias-abrasivos-moveis-formobile

Conheça as tendências em abrasivos para fazer um acabamento perfeito

Quem é do ramo sabe: o lixamento é uma das etapas mais importantes do processo de fabricação de móveis e objetos de madeira porque interfere diretamente no resultado final da peça ao eliminar as imperfeições de sua superfície e deixá-la na condição ideal para a aplicação de produtos como seladores, tintas e vernizes. E o mercado, é claro, aponta para algumas tendências em abrasivos importantes, capazes de aprimorar os processos produtivos e permitir que o acabamento seja feito com excelência.

“Na etapa de pré-acabamento, há uma migração de produtos em costado de papel para produtos em costado de tecidos”, destaca André Volpiani, gerente de produto Lixas da Saint-Gobain Abrasivos.

A aposta acontece devido à maior resistência e à maior vida útil do abrasivo no processo de lixamento, o que reduz o tempo de setups nas operações.

Já no pós-acabamento, as lixas em costado em filme e os líquidos polidores, já utilizados no mercado automotivo, são as grandes apostas da vez. “Nesta fase, observamos uma tendência de uso de abrasivos para acabamento fino”, ressalta o especialista.

Como usar os abrasivos sem erro

Antes de utilizar as lixas, vale lembrar que é importante certificar-se de que elas estão em bom estado de abrasividade. Dessa forma, é possível garantir que as fibras da madeira sejam desgastadas igualmente.

Além disso, a sequência correta das lixas deve seguir a gramatura, ou a “grana”. Uma boa dica é utilizar uma versão mais grossa para iniciar o lixamento. Na sequência, dá para optar por uma grana mais fina, em média 50% menor do que a usada anteriormente. Isso acaba ajudando a tirar de maneira mais fácil os riscos da lixa anterior.

O processo depende, claro, do tipo de acabamento que será aplicado. Se a madeira vai ser pintada, acabar o trabalho com uma lixa grana 120 ou 150 é bastante razoável. Para um acabamento transparente, como o feito com verniz ou goma laca, a grana 180 é um bom ponto de parada. Agora, se o acabamento é bastante fino, como os realizados com óleo ou cera, deve-se pensar em ir, pelo menos, até a grana 220.

Quer saber mais sobre as tendências do mercado de móveis? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo e até a próxima!

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar