ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

tecnologias-moveis-sem-puxadores-formobile

Confira as tecnologias aplicadas em móveis sem puxadores

Os móveis sem puxadores caíram no gosto de arquitetos e designers ao redor do mundo. O estilo é geralmente visto em armários de cozinhas graças ao recurso “push to open” (fecho-toque), que permite a abertura de portas e gavetas apenas com um toque, dispensando o uso dos tradicionais puxadores.

De acordo com Marcelo Fragoso, projetista do D’Linea Studio, esta tendência proporciona um visual “mais puro” aos ambientes. “As linhas retas e as bordas precisas e sem furos deixam o mobiliário e o cômodo no qual ele está com um ar minimalista, mais moderno e sofisticado, além de passar a sensação de organização”, afirma.

Mas as vantagens não se resumem apenas à estética. Enquanto os móveis que recebem puxadores exigem mais atenção e esforço no que diz respeito à limpeza, nas versões incrementadas com o recurso de abertura de portas independente, basta limpar as superfícies, economizando tempo e energia.

Tecnologias aplicadas em móveis sem puxadores

Listamos, a seguir, cada uma das tecnologias aplicadas em móveis sem puxadores, de acordo com o projetista Marcelo Fragoso. Confira:

Push mecânico ou tip-on

“O sistema PUSH é utilizado para a abertura de todos os tipos de portas de móveis sem puxadores. Ele é composto por uma série de dobradiças que se abrem empurrando, assim como por dispositivos fixados à lateral, ao chapéu ou mesmo à base do móvel, e por outros que são aplicados à porta. Os dispositivos de abertura estão disponíveis na versão mecânica, que podem ser aplicados com parafusos ou adesivos. Já na versão magnética, eles são encaixados ou fixados com adaptadores. Os dispositivos de abertura podem ser fixados por pressão, com parafusos ou com adesivos. Para a utilização em portas de altura superior a 1600 mm, é aconselhável a utilização de dois dispositivos mecânicos, ou um dispositivo magnético e outro dispositivo reforçado”, explica Fragoso.

Acabamentos chanfrados

“As portas e gavetas são fabricadas com cortes na diagonal, praticamente invisíveis, que podem ser localizados ao lado, em cima ou embaixo do móvel e permitem colocar as mãos para fazer o movimento de abertura”, resume.

Portas e frentes passantes

Com esta alternativa, portas e frentes ficam alguns centímetros maiores do que o “corpo” do armário, permitindo colocar a mão para fazer o movimento de abertura por cima ou embaixo do móvel, dispensado o uso de puxadores.

Servo-drive e Tip-On Blumotion

Conforme explica Marcelo Fragoso, a Blum – empresa de soluções em ferragens que permitem a abertura e o fechamento dos móveis – desenvolveu dois sistemas exclusivos de abertura para móveis sem puxadores. São eles:

  • Servo-drive: sistema elétrico de auxílio de movimento da Blum. Com ele, a abertura do móvel fica muito mais prática: basta um leve toque para que as extensões e as portas de elevação se abram. O fechamento é silencioso e leve.
  • Tip-On Blumotion: tecnologia que une as vantagens do sistema de auxílio de abertura mecânico Tip-On com o amortecimento Blumotion. Ao fazer o fechamento com ímpeto, a função de abertura Tip-On é ativada, e o Blumotion entra em cena para que tudo seja leve e silencioso. Os sistemas box e os sistema de corrediças podem ser realizados com a tecnologia Blum de movimento, que tem a particularidade de ter em seu ciclo de movimento o auxílio exclusivamente mecânico.

Quer saber mais sobre as tecnologias aplicadas nos móveis sem puxadores? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar