ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Colchões que geram saúde

Colchões que geram saúde: tendências e soluções

Descubra quais os colchões que geram saúde e como analisar os modelos.

A escolha do colchão ideal influi diretamente na qualidade do sono e, consequentemente, na manutenção de nossa saúde. Escolher um colchão que traga conforto e auxilie no bem-estar é fundamental. No entanto, é importante saber que os colchões que geram saúde não se limitam ao conforto. Materiais e produçoes tecnológicas proporcionaram avanços bastante expressivos nesse segmento.

As principais tendências atuais levam em consideração a melhor adequação do corpo para alívio de dores e pressões. O uso de tecidos hipoalergênicos e de materiais “inteligentes”, que regulam a temperatura da superfície do colchão, também ganham espaço. Matérias-primas sustentáveis também entram na mira do mercado.

Diferentes metodologias e materiais vem sendo explorado pela indústria colchoeira, em busca de opções que proporcionem saúde. É o que explica Aline Pontes, assessora de imprensa da Ortobom.

“Espumas de alto padrão, como as High Gel e Confort Gel, exclusivas da Ortobom, que resultam na melhor acomodação, no conforto do corpo e na regulagem da temperatura da superfície do colchão, o aumento no uso de materiais não sintéticos e atóxicos, de tecidos e espumas com tratamento industrial de higienização, impedindo o desenvolvimento e a proliferação de ácaros, bactérias e fungos são as grandes tendência com que trabalhamos para entregar ao mercado colchões que geram saúde”, destaca.

Avanços e tendências

Cabe ressaltar que a busca por materiais novos na indústria colchoeira não é recente. Desde a segunda metade do século XX, especialistas realizam pesquisas nesse campo.

“Apenas com o avanço recente de tecnologias nesse segmento, houve potencialização dessas descobertas. Isso proporcionou a produção de colchões que atendam essa demanda e garantam noites de sono mais saudáveis e o aumento da longevidade”, pontua Aline.

Nesse sentido, há uma tendência evidente do uso de materiais antialérgicos. Isso porque eles compõem uma fatia importante na melhoria da qualidade do sono, reduzirem a chance de processos alérgicos. Durante o descanso, o corpo libera as interleucinas, substâncias que ajudam o organismo a se defender vírus e bactérias.

Materiais e inovações

No campo dos materiais, vale destacar as espumas viscoelásticas, que se adaptam ao formato do corpo e voltam à posição original gradualmente. O processo de evolução observado nesse setor é muito acentuado. As primeiras espumas tinham uma estrutura celular relativamente fechada, impedindo a passagem de ar. Isso criava um microclima desfavorável ao redor do corpo, gerando desconfortos como calor durante o sono. Hoje, boa parte desses problemas já foi corrigida.

Além disso, tecidos inteligentes, preenchidos com microcápsulas de probióticos naturais, também chegam ao mercado. Esses probióticos podem ser considerados antialérgicos. Com o atrito entre o tecido e o corpo, as capsulas de abrem e absorvem a unidade. Isso faz com os probióticos se multipliquem e ajam conta os alérgenos.

Outra tendência em colchões é o de poliuretano em caixa. Feito a partir de diferentes tipos de espuma e coberto com tecido, o colchão pode ser comprimido até 90%. Ou seja, essa característica permite que ele seja enrolado, embalado e despachado. Dessa forma, garante vantagens principalmente para e-commerces, já que otimiza processos logísticos. O material retorna facilmente ao seu formato original, tanto após o envio quanto durante o sono.

Colchões que geram saúde

Os colchões feitos de espuma são, geralmente, os de menor custo. No entanto, também possuem menor durabilidade. Mas, no que diz respeito à coluna, eles cumprem bem sua função.

Por sua vez, o látex oferece durabilidade um pouco maior. Trata-se de um material também recomendável para quem busca zelar pela saúde e qualidade de vida. Colchões de mola estão entre os melhores materiais disponíveis. Isso porque são resistentes e costumam durar muito tempo sem sofrer deformações. Além de conforto para a coluna, eles contam com a tecnologia das molas ensacadas, que garante estabilidade e sustentação.

Por fim, o de viscoelástica é o mais moderno dos tipos de colchões. Isso porque ele confere um ótimo suporte ao corpo, moldando-se e ajudando a proporcionar uma noite tranquila de sono.

O que você achou dessas tendências de colchões que geram saúde? Tem alguma outra dica para compartilhar sobre o tema? Deixe sua mensagem nos comentários.

Principais tendências para o segmento de colchões

TAG: Inovação
Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar