Gestão

Produzir e vender ou vender e produzir: o que é melhor para a marcenaria?

Como já abordamos diversas vezes por aqui, as dúvidas que permeiam a cabeça de muitos empreendedores também fazem parte da rotina de marceneiros que são donos do seu próprio negócio. E uma questão bastante comum nesse sentido tem a ver com o que pode ser melhor: produzir e vender ou vender e produzir?

Pensando em uma marcenaria de pequeno porte, o funcionamento do negócio é por demanda. Nesse caso, ao se discutir o que é melhor, se produzir e vender ou vender e produzir, a resposta mais certa é: produzir com base naquilo que vende.

O processo consiste em procurar ou ser procurado pelo cliente, negociar os detalhes e, uma vez fechado o pedido, colocá-lo em produção, tendo em vista que há toda a questão de custos de matéria-prima, compra de acessório, aramados, entre outros materiais fundamentais na criação de um móvel.

E na marcenaria de médio e grande porte, é melhor produzir e vender ou vender e produzir?

A marcenaria de médio e grande porte pode optar por produzir e depois vender, porém, independentemente do porte, o mais seguro é vender e depois produzir.

No entanto, supondo que a marcenaria resolva produzir primeiro para depois vender, cabe ressaltar que será necessário ter capital para antecipar a compra de matéria-prima, pois o marceneiro precisará disso para fazer os móveis. Além disso, é necessário prever um espaço para guardar o tipo de produto fabricado pré-venda, o que também se traduz em mais custos.

Sobre esse tipo de processo, de produzir antes para vender depois, Júlio Cezar Gaia,  especialista em Desenvolvimento Setorial Mobiliário da Firjan, faz um importante alerta.

“É preciso atentar-se sobre a volatilidade do mercado e a sazonalidade – esses  fatores podem influenciar a venda. As tendências de cor, padrões e texturas exercem forte influência, então se o estoque for grande e a venda não acontecer de forma rápida, pode-se perder o timing do mercado”, comenta.

Novos negócios (marketplace)

Nesse contexto, estão surgindo e se consolidando os chamados marketplaces. São alguns sites que vendem produtos, mas que não têm produção própria. O processo consiste na administração do site buscar, em diversos lugares, empresas e produtos para serem expostos e vendidos no canal.

Para isso, eles encomendam um número específico de produtos, que são colocados à venda no site. Esse é um exemplo no qual haverá a venda e depois a produção, mas no qual o marceneiro já recebeu pelo valor produzido no momento do pedido, tendo em vista que não é ele o gestor do negócio.

Quando produzir antes de vender é necessário?

Além dos marketplaces, outro modelo que incentiva a produção antes da venda é o dos showrooms, no qual é necessário ter um modelo do produto para poder realizar a venda. Vale ressalta, claro, que nesse caso, são produzidas poucas unidades, de modo que a produção ganha continuidade apenas com o fechamento de pedidos posteriores.

Em sua opinião, o que é melhor: produzir e vender ou vender e produzir? Deixe sua mensagem no campo de comentários abaixo e até a próxima!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *