ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Restauração de móveis de madeira

Restauração de móveis de madeira: como se especializar nessa área

Aprenda como atuar nesse segmento e veja como se especializar na restauração de móveis!

A restauração, de um modo geral, é um trabalho multidisciplinar, que envolve diferentes aspectos e conhecimentos. Nesse contexto, a restauração de móveis de madeira demanda conhecimento histórico, atualização técnica e experiência com as ferramentas e com o setor. Esse tipo de serviço vem ganhando mercado. Parte desse cenário é o novo perfil de cliente, mais consciente e em busca opções sustentáveis para seu mobiliário.

Porém, cabe ressaltar que recuperar móveis com história significa muito para quem está contratando tal serviço. Trata-se de um trabalho artesanal e bastante qualificado. Por isso, permite uma precificação diferenciada.

“Não se forma um hábil restaurador em menos de 15 ou 20 anos de estudo, dedicação e prática. Além disso esse estudo deve ser contínuo”, destaca o mestre restaurador do Ateliê do Restaurador, Augusto Di Carpi.

Outro ponto importante a se considerar para exercer o trabalho de restauração de móveis de madeira é estudar referências. Ou seja, descobrir a época na qual o móvel foi fabricado e saber quais ferramentas foram utilizadas para a manufatura da peça. “Ter uma ampla xiloteca - isso é, coleção de amostras de madeiras, devidamente identificadas -, também é fundamental para uma perfeita identificação da madeira com a qual se irá trabalhar. Também é crucial para quem quer atuar com restauração, fazer cursos de identificação macroscópica de madeira”, salienta Di Carpi. 

Etapas da restauração de móveis de madeira

O trabalho de restauração de móveis de madeira exige uma série de etapas que devem ser minuciosamente observadas. Entre elas, destacam-se:

  1. Avaliação: primeiramente, faz-se a avaliação do móvel para que se tenha um diagnóstico de tudo o que precisa ser feito e, a partir daí, definir o escopo de trabalho e os acabamentos necessários.
  2. Consertos: nessa etapa, define-se se será feita a colagem de peças ou dos pedaços de folha faltante, bem como se será necessária a colocação de enxertos, execução de tratamento contra possíveis pragas, e assim por diante.
  3. Ajustes: fazem parte tarefas como ajuste eventual de portas e gavetas para bom funcionamento, substituição ou adaptação de ferragens, etc.
  4. Preparação: a fase da preparação prevê lavagem e remoção de material antigo, aplicação de massa para corrigir defeitos, lixamento, aplicação de fundo ou seladora. Ainda, se necessário, repete-se todo o processo.
  5. Acabamento: no momento do acabamento é quando se faz a aplicação da massa para corrigir os últimos defeitos da peça, realiza-se o lixamento com lixa fina para finalizar e corrigir eventuais desníveis, executa-se a aplicação do acabamento predefinido - seja ele com verniz, seladora, goma-laca, óleo, cera, etc.
  6. Revisão: depois da etapa de acabamento ainda é feita a revisão. Esse é o momento em que, depois de pronto, há uma reavaliação do móvel para checar se ele está com algum defeito que necessite de retoque final.

Também é importante apontar que, em boa parte das vezes, não são usadas ferramentas elétricas em um restauro, pois o móvel possivelmente foi feito manualmente. Portanto, deve ser restaurado desse mesmo modo.

Cuidados para a restauração de móveis de madeira

Para uma boa restauração, é preciso ter em seu acervo alguns dos elementos usados no móvel original como, por exemplo, a cola de queratina. Ela é feita com queratina animal, conhecida como "cola coqueiro" e foi amplamente utilizada para a confecção de peças mais antigas.

Outra dica importante dada por José Forchetto, da José Forchetto Acabamentos Especiais, diz respeito à importância de certificar-se de que a restauração é, de fato, possível, para não gerar falsas expectativas junto ao cliente e não perder tempo com um trabalho que, em determinado momento, não poderá ser continuado.

Forchetto lembra também de que “para obter um resultado satisfatório e para que o trabalho não seja feito em vão, é fundamental o cuidado com todas as peças, dar atenção aos detalhes, ter cuidado redobrado ao escolher os materiais a serem utilizados, cada decisão impacta bastante no resultado final”, aconselha.

Além disso, é muito importante manter uma ótima comunicação e transparência com o cliente em todos os aspectos do processo, pois, muitas vezes, os móveis a serem restaurados são artigos de alto valor sentimental, então tudo que for resolvido deve ser muito bem acordado entre o marceneiro e o cliente.

Você está pensando em especializar-se em restauração de móveis de madeira? Então, confira também o guia do acabamento ideal da madeira maciça que preparamos e que poderá ajudá-lo a lidar com móveis feitos com essa matéria-prima.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar