ForMóbile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Projeto da Gabster beneficia famílias afetadas pela tragédia do RS

Article-Projeto da Gabster beneficia famílias afetadas pela tragédia do RS

União para a Reconstrução de Lares e Sonhos - Gabster.png
A Gabster aproveita para convocar a todos os profissionais interessados em participar da respectiva ação, para reconstrução das casas e estabilização das condições dos moradores de Porto Alegre

O Rio Grande do Sul continua precisando de ajuda. Em virtude disso, a Gabster, empresa expositora ForMóbile e especialista em arquitetura e marcenaria, desenvolveu um projeto em prol das famílias prejudicadas pela tragédia climática  na região metropolitana de Porto Alegre (RS). 

O “União para a Reconstrução de Lares e Sonhos” une a expertise de arquitetos, marceneiros, fabricantes de móveis, fornecedores de materiais, designers, entre outros profissionais colaboradores, para a reconstrução de moradias a quem não recebeu nenhum tipo de assistência após a perda dos bens.

Serão beneficiadas famílias com renda entre 3 e 10 salários mínimos.

“Na Gabster, acreditamos que a verdadeira força de uma comunidade se revela pela união de seus membros em momentos de grandes necessidades”, ressaltam os representantes da empresa.

Ainda segundo eles,  o objetivo é ajudar a restaurar a normalidade e o otimismo das famílias afetadas pela tragédia.

O trabalho é feito conforme o nível de impacto sofrido. Por exemplo: quando há um baixo impacto, é feita uma limpeza e a troca do mobiliário do imóvel. Enquanto isso, quando o impacto é médio, a casa pode ser recuperada, com reforma estrutural. Já no caso de alto impacto, ela será reconstruída.

Como ajudar?

Por reunir profissionais em um esforço coletivo para a reconstrução das moradias, o projeto da Gabster conta com a ajuda e participação de todos os interessados.

De acordo com a empresa, quanto mais mão de obra, mais rápido será devolvido o conforto às famílias de Porto Alegre severamente prejudicadas pela catástrofe climática. 

Quem estiver interessado em contribuir de alguma forma (com serviços, valores ou materiais), pode entrar na página exclusiva da Gabster para este fim e se cadastrar.

O processo é simples, basta preencher um formulário, indicando a intenção da ajuda e aguardar o contato de um dos agentes de apoio do projeto. Este passará mais informações, conforme a necessidade da respectiva ação.

Marcenarias

Conforme a Gabster, todas as marcenarias são bem-vindas no projeto, independentemente do porte, incluindo ainda as indústrias fabricantes de móveis. Para participar, devem também se cadastrar e informar a maneira de doação pretendida. É possível doar móveis prontos também, além de materiais, insumos e peças. 

Indústrias de revestimento

O União para a Reconstrução de Lares e Sonhos recebe também a participação de indústrias ou lojas do setor de revestimentos, interessadas em se tornar doadoras de produtos para a reconstrução das moradias no Rio Grande do Sul. 

Valores monetários

Quem estiver interessado em ajudar com algum valor (indústrias, lojas, profissionais liberais e pessoas físicas) será muito bem-vindo.

“Todo valor arrecadado será destinado diretamente para os executores do projeto, sem passar por uma conta central. A solicitação vai ocorrer quando o projeto e documentação estiverem prontos e o comitê aprovar o destino da verba doada”, explica a Gabster sobre a destinação do dinheiro arrecadado no projeto.

Mão de obra

A Gabster aproveita para convocar a todos os profissionais interessados em participar da respectiva ação, cujos serviços são muito bem aceitos na reconstrução das casas. Tais profissionais podem ser conectados a um projeto específico com um dos beneficiados do União para a Reconstrução de Lares e Sonhos por meio do encaminhamento de um agente ligado a uma entidade credenciadora parceira.

É preciso preencher o mesmo cadastro na página da Gabster.

Treinamentos

Para participar do projeto e ajudar os moradores de Porto Alegre, os voluntários recebem um treinamento com foco na segurança das atividades. Tudo em formato EAD, com aulas ao vivo, suporte por chat ou e-mail, etc. O passo a passo é o seguinte:

  1. Funcionamento da plataforma Gabster;
  2. Uso do SketchUp;
  3. Apresentação dos projetos existentes como exemplo;
  4. Operação de modelagem, orçamento e geração da documentação.

Ainda sobre o projeto, “a Gabster se compromete a ser um elo de conexão, fornecendo tecnologia, capacitação, organização, processamento em nuvem para dar escala à ação, etc”.

Como posso ser beneficiado pelo projeto da Gabster?

Moradores da região metropolitana de Porto Alegre, afetados pela tragédia climática, podem realizar um cadastro na página de apoio do projeto e solicitar ajuda. A partir de então, uma triagem é feita para a confirmação dos requisitos mínimos.

O beneficiado é direcionado para um profissional (arquiteto) voluntário, o qual agendará uma entrevista com a família toda. Nessa reunião, será desenvolvida uma proposta de projeto seguindo um padrão pré-estabelecido, de modo a identificar o potencial de investimento da família e a necessidade de recursos de doação. 

Com tudo organizado, o arquiteto responsável realiza o trabalho de adequação do projeto padrão às medidas do imóvel, utilizando softwares de modelagem e com o apoio dos profissionais da Gabster.

O projeto final é enviado para uma equipe de aprovação e, se aprovado, vai para a fase de produção e montagem.

A Gabster reitera que o projeto União para a Reconstrução de Lares e Sonhos foi estruturado para ter longa duração.

“Consideramos manter os esforços até que a última família atingida pela catástrofe e cadastrada na ação seja atendida”. Para saber mais sobre este trabalho, entre em contato com a Gabster e participe das ações em prol do Rio Grande do Sul.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar