Os principais cuidados na produção de móveis para varandas

móveis para varandas.png
Os móveis para varandas e para outros espaços ao ar livre ganharam mais visibilidade com a pandemia, o que exige ainda mais cuidado na produção.

Com a pandemia, as pessoas começaram a olhar com mais carinho para sua própria casa. Jardins, decks e outras áreas externas passaram a ser o refúgio de muitos. Com isso, os móveis para varandas e para esses espaços ao ar livre ganharam mais visibilidade. 

Diante de um mercado aquecido, os produtores devem ficar ainda mais atentos. Por isso, apontamos a seguir 4 cuidados na produção de móveis para varandas que você deve se atentar!

Avaliação dos espaços disponíveis

O primeiro cuidado na produção de móveis para varandas é avaliar os espaços disponíveis. Em geral, as varandas costumam ter espaço limitado, o que impede o moveleiro de fazer um projeto com muitos elementos ou com elementos muito grandes.

Diante disso, é fundamental aplicar conceitos inteligentes da indústria moveleira, como a verticalização e os móveis flexíveis, que podem ser modificados conforme a necessidade. Dessa forma, os moradores conseguem aproveitar da melhor forma o espaço, seja pequeno ou grande.

Escolha dos materiais dos móveis para varandas

Uma varanda é um espaço que recebe muita luminosidade e que também pode estar exposta à chuva. Por isso, o moveleiro deve escolher bem os materiais dos móveis para varandas.

É comum vermos alumínio, madeira, ferro, plástico e fibra em áreas externas. Mas cada material apresenta um nível de exigência de manutenção e conservação. 

Você pode optar por um elegante banco de madeira, mas na hora de escolher um tecido para revestir o assento, deverá pensar em conforto, durabilidade e resistência. Uma boa pedida para este caso são os tecidos náuticos.

Avaliação da rotina e das necessidades da família 

A arquiteta e designer Bruna Miranda define o outdoor living como uma “expansão do estilo de vida que se tem em casa também para o ambiente externo, onde se tem ainda todos os benefícios do contato com a natureza”. Por isso, na hora de produzir móveis para varandas, os moveleiros devem considerar a rotina e as necessidades dos moradores.

Miranda destaca que "o ambiente externo de nossa casa, muitas vezes, é nossa principal conexão com o ambiente natural, por isso, ele deve ser planejado com cuidado para realmente potencializar os benefícios desse contato, mas sem deixar atributos de conforto e conveniência de lado".

Assim, o profissional deve identificar qual será o uso daquele espaço de modo a propor móveis que o mantenha funcional e adequado aos desejos da família. Afinal, como Bruna bem pontua, "os móveis devem convidar e servir a um propósito específico, seja criando uma área de conversação, oferecendo um lugar para o cliente aproveitar a primeira xícara de café da manhã ou fornecendo acomodações adequadas para ele cozinhar e servir jantares para grupos grandes de pessoas". 

Cuidados com o processo produtivo

Na hora de produzir móveis para varandas, os moveleiros devem adotar cuidados importantes no processo produtivo. Considerando as 3 etapas principais, apontamos algumas questões relevantes:

  • Corte: é importante elaborar um plano de corte para não ter dificuldades ao lidar com cada matéria-prima. Em caso de móveis para varandas feitos com madeira, é preciso considerar um lead time mais alto no procedimento de corte.
  • Montagem: a montagem dos móveis para varandas é uma etapa importante para lidar com mudanças climáticas, e especialmente os produtos em madeira devem ser pensados em montagem que evita a possibilidade de empenamento.
  • Acabamento: o refinamento do produto na etapa de acabamento depende de uma série de cuidados, como proteção UV e resistência a intempéries. 

A produção de mobiliário para áreas externas, inclusive os móveis para varandas, deve ser feita com muito cuidado. Ainda que o uso de madeira seja bastante comum por sua resistência e indicação para tais espaços, é preciso ter atenção ao acabamento, aos tecidos e, claro, ao processo produtivo.

Artigo: reflexão de Carlos Bessa sobre os móveis de áreas externas e o “novo morar”

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar