ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Cores no design de interiores

Cores no design de interiores: como compor os ambientes

Sabia que as cores afetam a forma como o ambiente é composto? Confira nosso guia para garantir o sucesso do projeto de design de interiores.

Quando você pensa em compor um ambiente, quais são as primeiras coisas que passam pela sua cabeça? A harmonia das tonalidades está no topo da sua lista? Saiba que se basear em um guia de cores para design de interiores pode transformar completamente determinados cenários.

"Na prática, pode-se dizer que as cores estão totalmente relacionadas com a luz. No âmbito físico, cor é uma parte do espectro de ondas eletromagnéticas que vibram de maneiras diferentes. A frequência emitida por cada uma delas corresponde a uma cor", explica a designer Cátia Fonseca.

Guia de cores para design de interiores: qual é a importância?

Cores no design de interiores

As cores têm o poder de despertar sensações que influenciam o cérebro do ser humano, por meio de um estímulo físico, percebido pelos olhos e decodificado pelo cérebro.

"Levando em consideração que as cores podem ser traduzidas como uma forma de linguagem, elas são capazes de provocar sensações como: dimensão, peso, emoção, temperatura e iluminação", afirma Fonseca.

Quando falamos em guia de cores para design de interiores, o cuidado deve ser ainda maior, já que as cores podem alterar significativamente os ambientes, ressaltar ou disfarçar imperfeições, etc.

Vale lembrar de que, juntamente ao estudo de guia de cores para design de interiores, deve-se avaliar a iluminação dos ambientes.

"A iluminação pode mudar a aparência das cores. Por exemplo, a luz natural, no período vespertino, tende a ser mais alaranjada, o que incorpora esse tom sobre os objetos e materiais nos quais ela incide. Ainda, além de transformar nossa percepção sobre as cores do ambiente, ela pode gerar a sensação de espaços mais amplos ou enxutos, dependendo do caso. Por isso, é importante pensar em cores e iluminação em conjunto", recomenda a designer.

Principais significados associados às cores

shutterstock_489433072.jpg

Se você está com um projeto em execução, conheça o significado associado ao uso de algumas cores:

  • Azul: simpatia, fidelidade, confiança, responsabilidade, fé, interiorização. Esses são alguns atributos relacionados à coloração. É indicado usar a cor azul em ambientes de trabalho e estudo, salas de reunião, escritórios em casa, etc.
  • Vermelho: emocionante e intensa, a cor vermelha está na linha tênue entre o amor e o ódio, felicidade e perigo. Em termos fisiológicos, ela é capaz de aumentar o metabolismo e a pressão arterial.
  • Amarelo: a cor amarela pode ser excelente para compor ambientes, mas deve ser usada com cuidado. Se, por um lado, ela pode representar felicidade, criatividade, energia e até estimular o raciocínio lógico, quando usada em excesso pode despertar ansiedade e estresse. Essa cor é bastante utilizada para áreas de lazer e convivência, favorecendo as trocas e a comunicação entre as pessoas.
  • Verde: estabilidade, equilíbrio e harmonia, o verde é uma cor associada à tranquilidade. Além disso, também está ligada a conceitos como sustentabilidade, saúde e dinheiro. Por seus significados, é utilizado em espaços como salas de espera e de reuniões.
  • Laranja: capaz de estimular a atividade mental e a fome, a cor laranja também representa determinação, sucesso e entusiasmo. É bastante aplicado para a composição de salas de visita, de jantar e cozinha. Ainda, em ambientes corporativos, por sua relação com o estímulo à criatividade. 
  • Branco: essa é uma cor clássica e considerada neutra, associada à paz, calma e tranquilidade. Entretanto, é preciso cuidar com o seu excesso, a fim de não criar um ambiente impessoal. 

Guia de cores para design de interiores: estudos e referências

Cores no design de interiores

Se você estiver buscando ajuda para nortear a composição dos ambientes, vale a pena investir em estudos, ferramentas e sites que possam ajudá-lo a encontrar e definir a combinação perfeita para o design de interiores. Entre elas, estão:

  • Circuito cromático: assim como as notas musicais, as cores possuem 12 distinções, as quais os nossos olhos percebem e reconhecem. Elas são divididas em três grupos: primárias, secundárias e terciárias.

  • Paletas de cores: pode-se dizer que a paleta de cores é uma combinação intencional de cores, utilizadas para atingir um resultado específico. Ela pode ser usada para diferentes propósitos, tais como identidade visual, criação de embalagens de produtos, escolha de mobiliário para um ambiente, etc.

  • Site Coolors: trata-se de um site dedicado a criar paletas perfeitas e personalizadas, rapidamente e sem custos pelo serviço.

  • Paleta Pantone: a empresa Pantone, especializada e referência em cores, disponibiliza em seu site exemplos de paletas de cores que são tendência e que funcionam harmonicamente, o que pode ajudá-lo a optar pelo esquema de cores de seus projetos. 

Você já utiliza alguma ferramenta para ajudá-lo em seu guia de cores para design de interiores? Para saber mais sobre o tema, confira também o material que preparamos sobre os diferenciais das lâminas de madeira.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar