ForMóbile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Indústria 5.0 já está chegando no setor moveleiro?

Article-Indústria 5.0 já está chegando no setor moveleiro?

Indústria 5.0 já está chegando no setor moveleiro.png
Entenda de que maneira a indústria 5.0 irá revolucionar o setor e conheça seus impactos nos processos produtivos

Nos últimos anos, a indústria 4.0 e toda a revolução que ela trouxe para o setor moveleiro foram destaque. O fato é que, com a ascensão das novas tecnologias, novas (e rápidas) mudanças se apresentam na sociedade e a indústria 4.0 já está dando espaço para a 5.0. Ou seja: já estamos vivendo uma nova revolução e é hora de entender as muitas mudanças sendo trazidas por ela. 

“A indústria 5.0 representa uma fase evolutiva na qual a interação entre humanos e sistemas ciberfísicos é maximizada para aprimorar processos produtivos e elevar a eficiência operacional”, explica  Jaqueline Maraschin, diretora de marketing da Promob.

“Neste estágio, a tecnologia não apenas automatiza tarefas, mas também colabora com os trabalhadores, permitindo uma produção mais flexível e adaptável às demandas do mercado”, continua a diretora.

Ainda de acordo com ela, podemos resumir a indústria 5.0 em quatro pilares, são eles:

  1. Interoperabilidade: processo que facilita a comunicação entre diferentes sistemas;
  2. Descentralização: processo que distribui a tomada de decisões ao longo da cadeia produtiva;
  3. Virtualização: sistema que viabiliza simulações e monitoramento em tempo real; 
  4. Modularidade: conceito que proporciona flexibilidade e adaptabilidade aos processos de produção.

Para Jaqueline, o mais importante aqui é entender que, ao contrário das revoluções industriais anteriores, onde a tecnologia muitas vezes substituiu o trabalho humano, na indústria 5.0, as máquinas e os humanos são parceiros de dança na pista de produção.

“Isso significa que as máquinas não estão apenas lá para fazer o trabalho duro, mas sim para colaborar com os humanos, ampliando suas capacidades e tornando o trabalho mais eficiente e interessante”, pontua a diretora de marketing da Promob.

Ainda segundo ela, os principais diferenciais da indústria 5.0 residem na integração mais profunda entre tecnologia e trabalho humano, resultando em processos mais ágeis, personalizados e sustentáveis.

“Além disso, essa abordagem permite uma produção sob demanda, redução do desperdício e uma melhor experiência para o cliente.”

Reflexos da indústria 5.0 no setor moveleiro

Assim como nos outros setores, a indústria 5.0 também trará grandes impactos para o setor. “Através dela veremos a possibilidade da customização em massa, uma produção mais flexível e eficiente, e a minimização de resíduos por meio da automação inteligente e da colaboração entre máquinas e operadores”, observa Jaqueline.

“As fábricas serão capazes de produzir móveis altamente personalizados de forma eficiente e econômica, atendendo às necessidades e preferências individuais dos clientes como nunca antes.”

Ela também acredita que, com a flexibilidade e a eficiência que serão oferecidas, os fabricantes de móveis serão incentivados a experimentar e inovar em termos de design e funcionalidade. “Isso pode levar ao desenvolvimento de móveis mais ergonômicos, sustentáveis e adaptáveis, que atendam às necessidades em constante evolução dos consumidores”, afirma Jaqueline.

Outra observação da especialista é que a indústria 5.0 promete uma experiência de compra e uso do produto muito mais satisfatória para o cliente, levando a entender que isso não apenas aumentará a satisfação dos consumidores, mas também promoverá a fidelidade às marcas e um “boca a boca” mais positivo.

Como a indústria 5.0 será implementada no setor moveleiro?

Segundo Jaqueline, a implementação da indústria 5.0 no setor moveleiro começará pela inserção da IA nas operações. “Ela será a mente por trás dos processos, analisando grandes volumes de dados para identificar padrões, prever demandas futuras e otimizar sistemas”, esclarece a diretora.

“Por exemplo, algoritmos de IA podem analisar as preferências dos clientes e sugerir designs de móveis personalizados ou otimizar a logística de entrega para garantir que os produtos cheguem aos clientes no momento certo”, continua. 

Ela também acredita que a IoT vai ser o maestro da orquestra tecnológica trazida pela indústria 5.0 no setor moveleiro.

“Imagine móveis inteligentes que se comunicam entre si e com os sistemas de produção, fornecendo dados em tempo real sobre uso, desempenho e necessidades de manutenção. Ou sensores integrados em móveis que podem detectar padrões de uso e até mesmo solicitar automaticamente reparos ou reposições quando necessário”, elucida Jaqueline.

“A automação e a robótica serão fundamentais para aumentar a eficiência e a precisão na fabricação de móveis. A realidade aumentada para conectar e otimizar processos de produção, desde o design até a entrega final, aumentando a eficiência e a qualidade dos produtos.”

E conclui: “Entendo que a chave para o sucesso da indústria 5.0 no setor moveleiro será a integração perfeita de todos esses sistemas e tecnologias. Isso significa criar uma rede conectada onde todos os dispositivos, máquinas e sistemas de software possam se comunicar e colaborar de forma eficiente e harmoniosa”.

Aproveite e confira o exclusivo Guia da Marcenaria 4.0!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar