ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

gestão logística

Segurança da gestão logística: dicas para sua fábrica de móveis

Confira dicas práticas para garantir o funcionamento e a segurança da gestão logística na sua fábrica de móveis!

É fato: indústrias que adotam boas práticas de segurança na área de logística conseguem melhorar a sua produtividade e gerar economia no uso de equipamentos e de materiais. Mas é importante salientar que os resultados não surgem do dia para a noite. A implementação de um sistema de segurança na gestão logística tem como objetivo garantir que as indústrias mantenham seus processos de acordo com padrões internacionais, com foco na qualidade e segurança. Esse processo exige tempo, investimento e treinamento. 

Para proteger a empresa de forma eficiente, o primeiro passo é a realização de uma análise de risco das operações. Às vezes, os incidentes acontecem por falta de formação administrativa, que a leva a assumir riscos que podem prejudicá-la posteriormente.

Além disso, também é importante:

  • Alinhar os planos de segurança logística com os planos de negócios da empresa.
  • Desenvolver um planejamento do início ao fim.
  • Priorizar os investimentos em melhorias e em segurança dos processos.
  • Demonstrar com os números como os investimentos trouxeram frutos.

Dicas para a gestão logística de uma fábrica de móveis

Além dessas dicas, o professor doutor Claudio Vinicius Silva Farias, coordenador do tecnólogo em Processos Gerenciais do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Campus Porto Alegre (IFRS/Campus PAA) lista também:

  • Trabalhar com protocolos e requisitos, alinhados com os padrões das Normas Internacionais de Qualidade.
  • Atuar em sintonia com fornecedores e distribuidores.
  • Incorporar sistemas de informações gerenciais que possibilitem a tomada de decisão rápida e eficaz.
  • Procurar colocar as expectativas e os anseios do consumidor final como um dos elementos fundamentais de análise do desempenho da gestão logística.

Já o professor Roberto Macedo, coordenador da Pós-graduação em Logística Empresarial e Supply Chain da Universidade Metodista de São Paulo, elenca algumas técnicas e sistemas que podem mudar a forma de planejar das indústrias:

  1. S&OP - Sales and Operations Planning -  vendas e planejamento das operações. Infelizmente algumas empresas ainda não colocam em prática toda esta gama de conhecimento, que atua não apenas no estudo de mercado e vendas do seu produto, mas também em toda a parte estratégica de planejamento das operações internas, de forma a otimizar principalmente os estoques com a demanda e levar, de certa forma, todos os processos internos da empresa a este resultado.
  2. A TI (Tecnologia da Informação) também ajuda muito. Seguem alguns softwares recomendados:  Softwares de rastreamento de remessas e Softwares de Gestão de Estoques.
  3. São opções para uma ótima administração logística:
  • ERP - Entreprise Resource Planing - capaz de integrar as informações de todos os setores da empresa facilitando uma tomada de decisão.
  • CRM - Custom Relationship Management - trata as etapas sobre a satisfação do cliente. e seus dados cadastrais. Conhecer a opinião e os hábitos do cliente é fundamental para o sucesso da empresa.
  • TMS - Transportation Management System - administra toda a parte de transportes, como fretes, eficiência das entregas, motoristas, roteiros, rastreamentos, emissão e controle de documentos fiscais.
  • WMS - Warehouse Management System - Gerenciamento de Armazém - controla toda a otimização dos armazéns em conjunto com as movimentações internas, equipes, equipamentos, programação de docas, entre outras funções.

Segurança da gestão logística: sistemas e indicadores

Os sistemas de segurança da cadeia logística orientam também a se formarem indicadores de gestão, nos quais se registram os incidentes para demonstrar a queda dos riscos operacionais. Dessa maneira, é fundamental adotar uma estratégia focada na prevenção, em que a empresa se torne capaz de identificar os potenciais riscos que ameaçam a sua operação e estabelecer critérios de proteção que contribuem para a segurança de seus processos e da cadeia logística como um todo. Para tanto, é preciso investir em tempo e reduzir as ocorrências resultantes de custos mais elevados, para permitir a continuidade das operações e dos negócios.

Ainda sobre sistemas de segurança, para garantir a integridade de seus processos e de seus recursos, é importante também investir em uma solução contra ameaças virtuais. Sobre isso, Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky Lab, afirma que “temos de ter em mente que não existe segurança plena quando tratamos de ataques cibernéticos. Existe é gestão de riscos”.  Embora muitas empresas acreditem que esse tipo de risco ocorre apenas com grandes corporações, os ataques cibernéticos são uma realidade independentemente do porte da organização. Assim, para garantir a segurança de seus dados e de seus processos, é fundamental contar com um sistema que ajude a empresa a lidar com ameaças como ataques de malware e de pishing e ataques de sabotagem. 

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar