ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

crédito para pequenas e médias empresas

Como conseguir crédito para pequenas e médias empresas?

As linhas de crédito para pequenas e médias empresas são peças-chave para garantir a sobrevivência em épocas de crise.

A pandemia de Covid-19 está ocasionando impactos expressivos nas esferas pessoais e empresariais. Muitas empresas precisaram fechar momentaneamente ou tiveram sua operação reduzida, o que acarreta imprevisibilidade para o fluxo de caixa, redução no faturamento e pode levar a dificuldades para manter o capital de giro. Diante disso, a busca por alternativas como as linhas de crédito para pequenas e médias empresas podem ajudar a dar um certo fôlego a empresários, para que possam manter os seus negócios.

De fato, conforme pesquisa do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) realizada em parceria com a FGV (Fundação Getulio Vargas), mais de um terço das pequenas empresas do país já buscou crédito neste momento de pandemia de novo coronavírus.

A análise para obtenção desse crédito, entretanto, tende a ser bastante criteriosa, e inclui questões como a averiguação dos custos fixos da empresa, a capacidade de pagamento das parcelas, entre outras. 

Crédito para pequenas e médias empresas: dicas para obtê-lo

Apesar de a situação poder ser emergencial, para maximizar as chances de êxito na solicitação de crédito para pequenas e médias empresas, é preciso preparação prévia, como destaca o consultor de negócios do Sebrae-SP, Luis Adriano Alves Pinto.

“Aconselha-se, primeiramente, levantar o valor necessário para o capital de giro. Depois, a busca pela linha de crédito que melhor se adéqua à realidade da marcenaria, levando-se em consideração a quantidade de capital de giro x taxa de juros, a carência para o começo do pagamento e a instituição que melhor atenda as necessidades da empresa”, pontua.

O especialista lembra ainda que, no cenário atual, as instituições estão fazendo atendimento digital diretamente no site ou nos aplicativos de celulares, para facilitar o acesso e torná-lo mais seguro. “De forma online, é possível fazer a pré-análise, inserindo as informações ou os documentos digitais solicitados”, destaca Alves Pinto.

Devido ao grande número de pedidos, algumas instituições estão levando em torno de 20 dias para responder à solicitação de crédito para pequenas e médias empresas. Entretanto, quando vem a aprovação já de imediato, o contrato para assinatura é enviado ao empresário. Depois de assinado, em alguns dias, o crédito entra na conta da empresa.

Essa fase precisa ser muito bem executada para não gerar novos pedidos de empréstimo, conforme ressalta o consultor do Sebrae-SP.

"A avaliação deve ser feita contando todas as contas a receber e a pagar por, pelo menos, quatro meses, tempo recomendado para que não seja necessário fazer um novo pedido de financiamento."

Linhas de crédito disponíveis para pequenas e médias empresas

O financiamento está sendo oferecido por todos os bancos. O crédito para pequenas e médias empresas na área pública pode ser feito em bancos regionais e, no caso do privado, por toda a rede bancária. Com bancos como o Banco do Brasil, Itaú e Caixa, que possuem linhas de crédito próprias e diferentes taxas de juros, a negociação para obter as melhores condições é fundamental.

Além dessa opção, as instituições têm lançado novas soluções, tendo em vista o cenário de pandemia. Por exemplo, recentemente, o Sebrae firmou uma parceria com a Caixa para facilitar a obtenção de crédito pelas PMEs. Nesse momento, esse tipo de linha de crédito tende a ser mais vantajosa, apresentando menos entraves burocráticos, juros menores e prazo maior para o pagamento.

Também é importante que o micro e pequeno empresário fique atento às medidas, programas e linhas de crédito que possam ser anunciados pelo Governo neste período de pandemia.

Documentos necessários para a busca por linhas de crédito para pequenas e médias empresas

Os documentos podem variar conforme a instituição. Uma exigência comum é a conta jurídica da empresa. Livia Moraes, founder da CEO PME Consultoria Empresarial, traz um exemplo do financiamento por meio do banco Itaú.

“Em linhas gerais, a instituição solicita o relatório do contador emitido com o faturamento da empresa nos últimos 12 meses. Em algumas situações, o banco pode requisitar também a declaração de imposto de renda dos sócios e outros documentos complementares”, salienta.

O empresário deve ter em mente que também podem ser solicitados bens como garantia, tais como imóveis ou equipamentos, além de avalistas pessoas físicas ou jurídicas, score da empresa (para ajudar a determinar sua capacidade de quitar as parcelas do empréstimo) e, ainda, fundos de aval. “O microempreendedor, por exemplo, precisa saber quais instituições possuem o FAMPE e aceitam este fundo de aval”, complementa Livia Moraes.

Para saber como se preparar melhor para solicitar crédito, confira nosso artigo com três dicas podem facilitar o acesso ao crédito para pequenas e médias indústrias.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar