ForMobile faz parte da divisão divisionName da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

fluxo-automacao-processos-produtivos-formobile

Veja como criar fluxos de automação em todos os processos da produção de móveis

O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de móveis de madeira que se destaca pela intensa competitividade interna. Afinal, a gama de ofertas por aqui é grande devido, principalmente, às diversas opções de madeiras certificadas e reflorestadas espalhadas pelo País.

Em razão da alta competitividade do setor, os empresários devem atentar-se à qualidade, primando por métodos que tragam benefícios à produção e revertam-se em diferencial competitivo para o negócio. A automação e a criação de fluxos de processos produtivos estão entre os grandes trunfos para que produtos sejam entregues da melhor forma possível ao consumidor.

A importância de um fluxo de automação ganhou mais força nas últimas décadas, mas a necessidade de organizar os processos de produção já era identificada nas primeiras civilizações, como, por exemplo, na cultura egípcia, para a construção das pirâmides. Não à toa, o fluxo de automação tem progredido ao longo do tempo, com potencial para otimizar desde as tarefas mais rotineiras até as mais complexas das organizações.

Hoje, com o país passando por um momento de instabilidade, que também afeta o setor moveleiro, e com o consumidor mais exigente, é fundamental que as empresas do segmento atualizem seus modelos de gestão, reestruturando-os a partir da criação de fluxos de automação dos processos produtivos, a fim de tornar a empresa mais competitiva e pronta para enfrentar a concorrência e crescer mesmo em momentos de crise.

“O novo cenário mundial, marcado pela globalização, vem crescendo a cada dia, exigindo das organizações eficiência nos processos de produção e atualizações constantes, buscando cada vez mais soluções em curto prazo e vantagem competitiva”, enfatiza Guilherme Augusto Rosin, consultor da SV Martins Engenharia Industrial.

Além disso, com o fluxo de automação, é possível que a empresa consiga inovar, ter flexibilidade, agilidade na produção dos produtos, assim como eficiência na produtividade e redução dos custos.

Veja, a seguir, mais dicas de como criar um fluxo de automação para os processos de sua empresa.

Tecnologia

É preciso ter em mente que não basta apenas ter máquinas modernas para automatizar seus processos. Para integrá-los de modo eficaz, é preciso ter um software que fale a linguagem das máquinas e da produção.

Dessa forma, se torna possível fazer o desenho do móvel, saber como construí-lo e já verificar, com antecedência, o custo total da produção do item, a fim de gerar um orçamento completo para o cliente. Sendo aprovado o projeto, com a integração entre máquinas e softwares, é possível realizar tudo rapidamente, sem perda de informações e de modo totalmente otimizado.

Implementação

De acordo com Rosin, "para criar um fluxo de automação entre todos os processos de produção, indo do projeto do móvel até a finalização e entrega, é fundamental, também, ter um bom planejamento."

Todas as demandas devem ser identificadas e, depois, desenvolvido um projeto juntamente com um cronograma de implantações. É importante passar por essas etapas para chegar a um projeto final de qualidade. Ao trabalhar com fluxo de automação na produção, quanto mais integradas forem as etapas, maior a probabilidade de que o resultado seja atingido com sucesso.

“O empresário precisa ter conhecimento de seus processos internos e estar atento às diversas soluções disponíveis no mercado. Cada uma delas possui seus benefícios e custos, e a é aquela que possa atender às necessidades, contribuindo de forma eficaz para a empresa.”, conclui Rosin.

Processo

Veja um exemplo simplificado de um fluxo de automação de processos de produção: ele se inicia pelo software de desenho dos móveis. Na sequência, ocorre a impressão da lista dos cortes das peças necessárias para determinado móvel e, nesse momento, a seccionadora entra em atividade para executar os cortes projetados. Posteriormente, as chapas, que foram cortadas na etapa anterior, são etiquetadas, tudo de modo automático, além de ser feita a leitura pelas máquinas dos códigos de barras. Após realizada essa leitura, o centro de usinagem entra em ação, executando o desenho das peças. Para finalizar, a coladeira de borda faz a última etapa.

“Desenhar esse fluxo de automação permite uma rápida visualização e entendimento do processo de produção e, assim, a partir desse conhecimento, a percepção de pontos passíveis de melhorias", destaca o consultor da SV Martins Engenharia Industrial.

Dessa forma, o fluxo não deve ser estático, mas estar em constante evolução, sendo aperfeiçoado sempre que surgirem gargalos ou oportunidades de otimização.

Ter um fluxo de automação de seus processos produtivos ajudará a ter um melhor aproveitamento e controle da matéria-prima, reduzir desperdício de material e de retrabalhos, ter uma equipe mais engajada e produtiva, que conhece os procedimentos e as etapas fundamentais no desenvolvimento dos móveis, além de gerar diferenciais e vantagem competitiva para seu negócio.

Continue acessando nosso canal de conteúdo e fique por dentro de outras dicas e tendências do setor. Até a próxima!

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar