ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

cuidados-acabamento-mdf-pintura-formobile

Quais cuidados adotar para deixar o MDF perfeito para a pintura?

Bastante utilizado na produção de móveis em todo o Brasil devido ao seu custo mais acessível, o MDF (ou Fibra de Intensidade Média - Medium Density Fiber) é amplamente explorado pelos profissionais do setor, mas também exige alguns cuidados importantes quando o assunto é o seu acabamento para a pintura.

A seguir, listamos algumas dicas especiais para ajudá-lo a fazer o acabamento do MDF sem erros e deixá-lo pronto para a pintura. Confira:

1. Prepare o MDF para o acabamento

“O MDF cru deve estar livre de imperfeições e sujeiras, com a superfície mais lixada e lisa possível, sem aparas”, ressalta Sidneia Teixeira, proprietária d’A Marcenaria. Também é importante remover qualquer poeira ou resíduo após o lixamento ou manuseio da chapa para evitar a aparência de bolhas ou rachaduras.

A profissional explica, ainda, que uma chapa de MDF tem partes mais lisas do que as outras partes da madeira onde ela foi cortada.

Essas partes lisas também devem ser lixadas para melhorar a aderência da tinta na madeira. Com o lixamento, é possível fazer o acerto da peça nos locais de emenda ou corte, melhorando o aspecto visual do móvel. É recomendado, também, o uso de lixa para madeira de gramatura 300, ou mais fina, para que o acabamento do MDF fique não apresente problemas.

2. Utilize materiais de boa qualidade e respeite o tempo de curagem

“Para que a pintura do MDF fique perfeita, seja ela fosca ou brilhosa, lisa ou texturizada, as principais recomendações são: utilizar materiais de boa qualidade, respeitar o tempo de cura indicado pelo fabricante dos materiais, verificar se o ambiente onde será efetuada a pintura está limpo e livre de partículas flutuantes, além de controlar a umidade do ambiente e a temperatura”, alerta.

3. Utilize corretamente as tintas

De acordo com Sidneia, “o MDF cru aceita diversos tipos de tinta. No artesanato, pode-se utilizar tintas à base de água, como PVA, acrílica ou à base de solvente, como betume ou esmalte sintéticas. Já para a fabricação de móveis, utiliza-se a Laca Nitrocellulose e o Poliuretano, tintas automotivas, vernizes e seladores.

No entanto, independentemente da tinta a ser usada, é preciso aplicar duas demãos da tinta ou do verniz de acabamento. Após a aplicação da primeira demão, vale a pena aguardar o tempo de secagem para o lixamento informado pelo fabricante e fazê-lo com lixa fina. Lembre-se também de remover todo o gerado com pano seco ou aspirador e aplique a segunda demão.

Quer conferir mais dicas sobre o acabamento do MDF para pintura? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo e não deixe de contar pra gente, no campo de comentários abaixo, um pouco da sua experiência.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar