ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

layout fabril

Planejamento em 4 fases ajuda a mapear processo para um layout fabril eficiente

O fluxo de pessoas e a disposição das máquinas em uma fábrica tem impacto direto na eficiência fabril, pois colabora na diminuição do tempo de parada de equipamentos, apresenta uma menor movimentação de matérias e reduz desperdícios. Mas para que o fluxo de produção seja mais eficiente é preciso um layout bem projetado, prevendo, com que por exemplo, o deslocamento de funcionários entre maquinário seja mínimo ou que “planeje o futuro”, pensando em eventuais novas tecnologias de produção, materiais e equipamentos.

Uma preocupação constante durante o desenvolvimento do layout - algo que oferece inúmeras possibilidades - é o posicionamento do maquinário. Por isso, é necessária atenção ao mix qualificação profissional e equipamentos disponíveis, pensando no que e quanto se pretende produzir, e se a produção será em série ou lote único. Analisando o produto e o fluxo do processo, dimensiona-se as necessidades do projeto como estoques, setores, banheiros, corredores etc, de acordo com a especialista em administração industrial da SV Martins Arquitetura e Engenharia Industrial, Camila Mantovani.

Esse estudo pode ser organizado em quatro fases que de subdividem em até oito ações:

Fase I - Coleta de Informações

1. Determine o que será produzido

2. Determine quanto será produzido

3. Determine que componentes serão feitos ou comprados

4. Determine operações exigidas

5. Determine sucessão de operações

6. Obtenha o tempo padrão para cada operação

Fase II - Análise de Fluxo de Produção

1. Determine o coeficiente de fabricação (volume de produção/área produtiva)

2. Determine o número de máquinas requerido

3. Obtenha o balanceamento entre as linhas de produção

4. Estude as exigências de fluxo (por produto ou por família)

5. Determine a relação de todas as operações existentes

6. Planeje cada posto de operação em função do fluxo necessário

Fase III - Atividades de Apoio

1. Identifique necessidades de pessoal de apoio (almoxarifado, manutenção, follow up etc.)

2. Identifique necessidades de escritório (administração, pcp, engenharia etc.)

3. Desenvolva exigências espaciais totais para os indiretos

4. Identifique e selecione os equipamentos de manuseio e transporte de material

5. Obtenha a área alocada

6. Defina o tipo de estrutura (prédio) ideal para a empresa em questão

Fase IV - Implementação e Avaliação

1. Construa a planta mestre

2. Reúna "poucos" líderes técnicos para os ajustes necessários

3. Construa a relação de recursos financeiros necessários

4. Apresente e vincule o resultado em função das premissas do solicitante

5. Obtenha aprovação da hierarquia máxima

6. Implemente o projeto

7. Faça a partida da produção (start up)

8. Colha dados de balizamento em follow up para checar o sistema

Obrigatoriamente, os layouts contemplam a demarcação de passagens e isolamento de operações perigosas, a fim de identificar e evitar riscos de acidentes conforme normas regulamentadores (NRs) da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), como a NR 12 que trata da segurança do trabalhador e a NR 95 sobre níveis de ruídos aceitáveis.

eficiência energética

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar