ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Ferramentas pneumáticas

O que você precisa saber sobre ferramentas pneumáticas?

Ferramentas pneumáticas traz alguns benefícios para a indústria moveleira, como durabilidade e segurança. Saiba mais.

Uma ferramenta pneumática é aquela que faz uso do ar comprimido como força motriz. Este é produzido por um compressor que capta o ar atmosférico e, por meio de elementos mecânicos de compressão, eleva sua pressão. Ou seja, transformando o ar em energia. Além disso, esse tipo de ferramenta também é conhecido por ter uma vida útil maior e por trazer mais praticidade a trabalhos que, com instrumentos comuns, seriam extenuantes.

Assim, essas ferramentas são apropriadas para segmentos de aplicação mais variados, incluindo as indústrias navais, automotivas metalúrgicas e moveleiras. Isso porque a performance, a durabilidade e a segurança proporcionadas por esses equipamentos são bastante vantajosas.

Tipos de ferramenta pneumática

É possível classificar esse grupo de instrumentos em:

  1. Ferramentas de bicobicos de sopro e jato, pistolas de pintura.
  2. Ferramentas de impacto: chave de impacto, martelo de demolição, martelo rebitador, grampeador, pregador, entre outros.
  3. Ferramentas rotativas: todas aquelas que têm seu fuso de acionamento rotativo - isso é, que são ativadas por um motor rotativo.

Naturalmente, dada a diversidade de ferramentas disponíveis no mercado, há outros grupos além desses - compostos, por exemplo, por tesouras e serras pneumáticas -, entretanto, esses três são considerados os principais. 

Ferramenta pneumática na indústria de móveis

No setor moveleiro, furadeiras, retíficas, politrizes, serras, tico-tico, grampeadores, máquinas para corte, lixadeira, entre outras, são exemplos das ferramentas pneumáticas mais utilizadas.

“Temos máquinas que possibilitam você trabalhar um frontal abaulado ou mesmo com 45 graus com vários perfis de borda. Essas são ferramentas especializadas e que, por isso, são procuradas por profissionais especializados, já que aumentam a gama de uso e de possibilidades”, pontua o gerente de vendas da Gison Brasil Ferramentas Pneumáticas, Eduardo Pugliese.

Cabe ressaltar que as ferramentas pneumáticas são mais voltadas para as necessidades do fabricante que trabalha com material sob medida, mais dedicado e projetado.

“Quando se pega uma produção seriada, como móveis de grandes lojas, você tem máquinas muito grandes que já fazem esse tipo de tarefa. Se pegar um fabricante de sofá, por exemplo, vai usar pregadores e grampeadores usados para prender os tecidos”, destaca Pugliese.

Vantagens das ferramentas pneumáticas

Entre as principais vantagens desses recursos, estão:

  • Simplicidade: trata-se de um equipamento de construção mais simples do que as ferramentas elétricas, além de ser de fácil manuseio. Por esse motivo, é mais robusto e não suscetível a falhas.
  • Confiabilidade operacional: é um equipamento que pode trabalhar por 24 horas seguidas, desde que as recomendações técnicas para o seu bom funcionamento sejam seguidas. Também funciona sob grandes variações de temperatura - até mesmo em níveis extremos (altas e baixas) e em ambiente molhado (mesmo se houver vazamento no produto).
  • Segurança no trabalho: a vedação existente nas ferramentas pneumáticas permite o uso seguro mesmo em ambientes sujeitos a acidentes elétricos, incêndios, explosões, entre outros. Vale destacar que isso não descarta a necessidade de se utilizar EPIs.
  • Proteção contra sobrecarga: a ferramenta pneumática pode sofrer sobrecarga sem ser danificada. No entanto, cabe ressaltar que, se a pressão cair demais, o trabalho excedente não pode ser executado, embora não haja danos para a rede e para os elementos operacionais.
  • Praticidade e potencial para reduzir lesões laborais: essas ferramentas, quando necessário, são capazes de substituir a força do trabalhador quando há demanda de maior quantidade de pressão e energia, ou repetição contínua de movimento.
  • Durabilidade: a ferramenta pneumática conta com uma vida útil de até 10 anos, enquanto uma elétrica costumeiramente já passa por manutenção em menos de um ano. A pneumática, geralmente, necessita, no máximo, de três manutenções, pois é uma ferramenta criada para a alta durabilidade e produção, sem desgaste.
  • Resistência: inclusive, a trabalhos mais pesados e a períodos longos de uso contínuo.

 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar