ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

escolha-fornecedores-industria-moveis-formobile

O que considerar na hora de escolher um bom fornecedor para a indústria de móveis?

Como escolher o melhor fornecedor para a indústria de móveis? E quais elementos considerar para garantir uma boa escolha? Estas são questões comuns para a maioria dos gestores das empresas do setor moveleiro, uma vez que o fornecedor é um parceiro fundamental para o sucesso e a viabilidade de todo o processo produtivo. Afinal, são eles os responsáveis por proporcionar matérias-primas de qualidade.

A construção de uma relação de confiança também é muito importante nesse sentido. Por isso, escolher bons fornecedores não costuma ser uma tarefa fácil, sobretudo quando não há critérios claros de seleção.

Confira,  portanto, a seguir, algumas dicas que ajudam a definir o que deve ser levado em consideração ao optar por um parceiro estratégico para a indústria.

1. Qualidade dos insumos

Apesar de não ser a única característica importante, a qualidade da madeira e de outros insumos fornecidos para a indústria de móveis é, obviamente, fundamental e uma das primeiras questões que o gestor deve analisar. Afinal, um bom produto ajuda as empresas a aumentar suas vendas, fidelizar seus clientes e conquistar boas recomendações no mercado, enquanto um móvel que utiliza insumos de pouca qualidade pode afastar a clientela e prejudicar a reputação do responsável pela sua produção.

2. Preço

O fator preço está relacionado com o critério de qualidade. Por isso, após encontrar uma boa fonte de insumos, o gestor tem como próximo passo buscar o preço mais compatível com o seu orçamento. Portanto, um bom planejamento financeiro é fundamental, assim como uma avaliação precisa sobre os custos de produção e às margens de lucro desejadas.

Lembre-se: sobretudo em momentos de crise, pode ser tentador optar pelo fornecedor com o menor preço, mas este nunca deve ser o único fator a ser levado em consideração. “Existem dois critérios que devem ter o mesmo peso na escolha de um fornecedor: a qualidade e o preço. Para termos sempre o melhor custo-benefício, não podemos abrir mão de um e priorizar o outro, sem impactar no preço final do produto ao cliente”, afirma Sidneia Teixeira, sócia e proprietária da empresa A Marcenaria, de Farroupilha/RS.

3. Reputação do fornecedor

Um dos erros mais cometidos na hora de escolher um fornecedor é não buscar referências sobre ele na ânsia de agilizar o processo de escolha e não atrasar a produção. No entanto, uma pesquisa prévia pode ser crucial para evitar surpresas indesejadas.

A dica, portanto, é pesquisar a reputação da empresa candidata, conferir se há algum processo jurídico aberto contra ela e, se possível, conversar com outros clientes que utilizam seus serviços e produtos. Essas atitudes podem impedir que a indústria caia em golpes ou que não tenha as expectativas devidamente atendidas.

“Como qualquer cliente, devemos sempre estar a par da reputação da empresa fornecedora. Se ela não cumprir prazos ou entregar um material de qualidade inferior ao prometido, certamente irá comprometer o trabalho final”, ressalta Sidneia.

4. Prazo

Para que a gestão e o funcionamento da indústria moveleira opere sem interrupções, o gestor precisa estar ciente dos prazos e das possibilidades de entrega da empresa fornecedora que pretende contratar.

“O critério 'preço' é muito importante, até porque a negociação da indústria com o cliente final está sempre ligada aos prazos que nos são cedidos. E o prazo de entrega que podemos ceder ao nosso cliente está diretamente relacionado ao prazo que obtemos junto aos nossos fornecedores”, analisa a empresária.

5. Relação no longo prazo

Quando o assunto é a escolha de fornecedores, o mais benéfico para a indústria de móveis é desenvolver relações a longo prazo. Isso porque a troca constante de fornecedores tende a impactar os prazos e o andamento do trabalho, conforme ressalta Sidneia.

“Trata-se de uma questão mais particular, principalmente em relação às chapas de MDF, que são a nossa principal matéria-prima.  Por exemplo: se a cor do produto for previamente escolhida pelo cliente, de acordo com as opções oferecidas por determinado fornecedor, mas no meio do trabalho, este fornecedor precisa ser trocado, o trabalho fica comprometido em qualidade (já que dificilmente o restante do MDF utilizado terá a mesma cor), gerando a insatisfação do cliente, que optou por uma cor e recebeu outra. Para evitar esse tipo de problema, o bom gerenciamento da indústria de móveis conta muito, ao possibilitar que o material completo para cada projeto seja adquirido previamente com o mesmo fornecedor, evitando, inclusive, falhas relacionadas a prazos de entrega.”

Quer saber mais sobre como escolher um bom fornecedor para a indústria de móveis? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo e  até mais!

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar