ForMobile faz parte da divisão divisionName da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

substituicao-equipamentos-economia-energia-formobile

Equipamentos com alto consumo de energia: veja como substituir

O alto consumo de energia na indústria moveleira é um dos principais problemas que atingem o setor. Além disso, a demanda do consumidor por produtos sustentáveis, assim como sua simpatia por empresas “amigas” do meio ambiente, têm aumentado a busca dos gestores por alternativas capazes de reduzir o tamanho do prejuízo no final do mês.

De fato, conforme aponta uma pesquisa realizada pelo Instituto Akatu, o compromisso das empresas com a redução do consumo de energia foi considerado um fator importante por 90% dos entrevistados, considerando duas opções de produto com o mesmo preço e qualidade.

Substituição de equipamentos para um melhor aproveitamento energético

O maior potencial para a redução do consumo de energia elétrica na indústria está relacionado à força motriz. Uma alternativa é a substituição de motores elétricos de baixo rendimento por modelos de alta eficiência. Além disso, a aplicação de inversores de frequência para o controle e a automação dos processos é uma boa opção.

Dados da Eletrobras confirmam essa potencialidade: a força motriz representa atualmente 68% do consumo de energia elétrica da indústria. E no setor moveleiro, devido à maior concentração de carga nos motores elétricos, esse percentual pode ser ainda maior.

Contudo, essa não é a única medida a ser tomada. “A aplicação de inversores de frequência para automação dos processos proporciona uma redução significativa do consumo de energia e dos custos operacionais. Dessa forma, podemos dizer que a substituição se concentra na parte da máquina que tem o maior potencial de otimização. Aplicando essa metodologia, é possível manter em operação a máquina principal, com um nível de eficiência muito elevado”, explica Rodrigo Augusto Neves, engenheiro do Centro de Negócios de Eficiência Energética, da WEG Equipamentos Elétricos S.A. (CNEE).

Além disso, outro ponto a ser observado é a conscientização. Não deixar lâmpadas acesas desnecessariamente é uma forma simples de aumentar a eficiência energética. “Elas têm um peso pequeno no consumo da empresa, mas a disciplina em relação à sua utilização é a mesma no uso das máquinas, que também não devem operar quando não estão produzindo”, enfatiza Neves.

Em relação, especificamente, à substituição de equipamentos, podemos destacar a troca dos sistemas de exaustão. Isso porque os filtros de mangas oferecem uma grande oportunidade de aplicação em projetos de eficiência energética.

Esse plano passa pela aplicação de um motor de alta eficiência no exaustor do filtro, operando em conjunto com um inversor de frequência e um transdutor de pressão para controle do processo. Dessa forma, o sistema opere de forma adequada, conforme a real necessidade, podendo proporcionar uma redução no consumo de energia de até 60%, além do aumento da vida útil dos elementos filtrantes, a redução de paradas de manutenção para a troca das mangas, a redução no consumo de ar comprimido e o aumento da vida útil do sistema.

Importante destacar que mesmo equipamentos mais antigos são passíveis de uma análise e de um diagnóstico de eficiência energética para avaliar em detalhes as oportunidades de economia que eles podem apresentar.

Você já pensou em fazer a substituição de equipamentos com alto consumo de energia em sua empresa? Participe no campo de comentários abaixo e até a próxima! 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar