ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

mercado-nautico-portfolio-formobile

Diversificação de portfólio: saiba mais sobre a produção de móveis para o mercado náutico

Vencer a crise, expandir o negócio, conquistar novos mercados: há diversos motivos para que o empresário da indústria moveleira busque a diversificação de portfólio. Nesse momento, é preciso procurar por oportunidades de produção de móveis em áreas estáveis, rentáveis e em ascensão. É o caso, por exemplo, do mercado náutico. O Brasil já é a segunda potência mundial em consumo de barcos menores, com custo de até R$ 100 mil, e que demandam o desenvolvimento de móveis sob medida.

Veja, a seguir, mais dados sobre esse segmento e detalhes que merecem a atenção de quem planeja produzir móveis para o mercado náutico. Confira!

Um retrato do mercado náutico brasileiro

Até o começo dos anos 1990, quando o mercado nacional se abriu para importações, os brasileiros buscavam barcos grandes, com bom desempenho e menor custo. No entanto, a chegada de barcos estrangeiros mudou o tipo de exigência e o mercado náutico no país. Os barcos grandes deram lugar aos médios, com ares de casa, e demandaram uma produção de móveis mais confortáveis, com um belo design, qualidade e muito capricho nos acabamentos.

Essa mudança foi benéfica para o mercado náutico brasileiro que, segundo a Associação Brasileira de Construtores de Barcos e seus Implementos (Acobar), passou a crescer a um ritmo de 10% ao ano. O Conselho Internacional de Associações da Indústria Marinha, em seu estudo mais recente, descobriu que a indústria náutica movimenta em torno de 80 bilhões em seus 4.900 estaleiros espalhados pelo mundo.

Em relação ao mercado nacional, o Relatório Náutico da Indústria Brasileira de 2012 revelou que a frota de embarcações de esporte de recreio acima de 16 pés, que compreende lanchas e veleiros, é de aproximadamente 70 mil embarcações. A indústria náutica está concentrada nas regiões Sul e Sudeste, com destaque, para os estados de São Paulo, Santa Catarina e Rio de Janeiro.

Em Santa Catarina, são encontradas diversas micro e pequenas empresas do mercado náutico. No ano em que foi divulgado o relatório, o Sul do país tornou-se o segundo maior produtor de barcos de lazer, o que fez esse mercado ganhar notoriedade nacional. O reconhecimento ocorreu, principalmente, em função de Santa Catarina possuir uma indústria náutica competitiva com um moderno parque fabril, o que permite a construção de produtos de altíssima qualidade, inclusive para o mercado de alto luxo.

Oportunidades na produção de móveis para o mercado náutico

Há, portanto, oportunidades para quem quer ingressar no segmento de produção de móveis para o mercado náutico, tendo diversificação do portfólio. Entretanto, é importante ter em mente algumas peculiaridades da área e saber que o consumidor desse segmento é muito exigente.

O empresário da indústria moveleira consegue se destacar nesse segmento quando agrega em um mesmo produto a beleza e o requinte, sem deixar de lado a função utilitária que os móveis devem desempenhar:  além de produtos com design de qualidade, ter em mente as necessidades de redução de peso e de volume demandados pela realidade do mercado náutico é fundamental.

Essa exigência pela qualidade é confirmada por quem já trabalha na área. O empresário Júnior Borém Soyer, que é sócio-proprietário da Móveis Lakshmi, empresa localizada em Curitiba, afirma que só se destaca nesse mercado quem entrega um bom produto e trabalha com seriedade. Ele explica, para quem deseja ingressar no mercado náutico e ter diversificação de portfólio, que são pontos fundamentais o empreendedor “conhecer novas tecnologias e tendências de design, saber otimizar espaços sem abrir mão da qualidade no acabamento final, usar produtos superiores e ter pontualidade nas entregas”.

Segundo Soyer, há, ainda, outro detalhe neste mercado que exige maior atenção: o tipo de madeira utilizada para os móveis. “Para esta produção de móveis são recomendadas a utilização de compensado naval puro, além de lâminas naturais e pré-compostas. Para a parte náutica, recomenda-se a madeira mais conhecida como Teca”, comenta.

Outro fator importante, que, para ele, se deve ter o maior cuidado está relacionado ao local em que barcos e iates ficam expostos, pois o elemento climático causa um desgaste e envelhecimento mais rápido do produto. “É importante que os móveis sejam feitos com materiais de alta precisão, com isolante térmico, antibacteriano e super resistência à umidade. Resumindo: todo material deve ser impermeabilizado, com o fundo dos armários feitos com isolante antiumidade”, concluiu.

A expansão e consolidação do mercado náutico nacional têm gerado oportunidades de diversificação de portfólio e aumento da competitividade para que as empresas do setor moveleiro consigam ganhar mercado e manter seu negócio competitivo. Para isso, é fundamental conhecer as peculiaridades da área, adequando a produção de móveis às necessidades do mercado. Para manter-se atualizado sobre essas tendências, continue acompanhando nosso blog!

Ficou com alguma dúvida em relação à produção de móveis para o mercado náutico? Sua empresa já atua nesse nicho? Compartilhe nas redes sociais.

formobile_infografico_movel_infantil

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar