ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

designer-movel-venda-formobile

Como o designer deve vender sua ideia de móvel para a diretoria da indústria?

No Brasil, o setor moveleiro ainda tem um amplo mercado a ser conquistado, mas para atender à demanda que vem crescendo, é preciso investir na personalização, o que torna o designer um profissional muito importante nesse processo dentro da indústria.

Diante desse cenário, além de o empresário do setor entender a necessidade de colocar uma marca própria e personalizada em seu produto, faz-se necessário. também, que o designer saiba fazer a venda do seu trabalho.

O mercado, de modo geral, já entende que o design dos produtos favorece um incremento na competitividade do negócio nacional ou internacionalmente, uma vez que a criação de peças com design próprio garante originalidade e diferencial perante a concorrência.

Por isso, a figura do designer de móveis tem sido valorizada, e ele tornou-se um profissional importante para o desenvolvimento do setor de madeira e móveis. Entretanto, para consolidar sua posição e conquistar negócios, é preciso que o designer saiba como vender suas ideias para os gestores da indústria.

Veja, a seguir, dicas para ajudá-lo nesse momento estratégico.

Design: muito além da estética

Ainda há certo tabu em relação ao design e sua aplicação, como explica Claudia Lens, analista de Negócios em Design, do Instituto Senai de Tecnologia em Madeira e Mobiliário. “Por muito tempo, imaginou-se que o design estava relacionado somente à estética dos produtos, de forma que contratar um profissional da área representaria um custo a mais”.

No entanto, o design na indústria de móveis vai muito além da questão estética, abrangendo funções técnicas, ergonômicas e mesmo culturais. E essas questões precisam ser também enfatizadas na hora de o designer vender sua ideia de móvel para a diretoria das indústrias.

O conceito por trás da criação

Outro ponto fundamental na hora de vender sua ideia é evidenciar o conceito por trás de sua criação. Cada vez mais, os consumidores procuram tornar seu lar uma extensão de sua personalidade, por isso, móveis com conceitos afins com os buscados pelos clientes podem favorecer sua decisão de compra. Dessa forma, o apelo adicionado pelo conceito não deve ser negligenciado pelos gestores das indústrias de móveis.

Fazendo a lição de casa

Para realmente inserir uma mudança de paradigma em relação ao setor moveleiro, o designer também tem papel importante, pois cabe a ele fazer a venda de sua ideia ao empresário do setor. “A melhor forma de vender qualquer coisa é tendo propriedade para tratar do assunto, o que se adquire por meio de muito estudo e, sobretudo, de experiência teórica e prática, dobradinha indispensável nessa hora”, enfatiza Lens.

Além disso, no momento de apresentar-se, é preciso mostrar um conhecimento sobre as variáveis produtivas, máquinas e equipamentos, materiais, ferragens e acessórios. “Ter um portfólio de projetos já desenvolvidos também é fundamental para fortalecer a confiança”, completa a analista de negócios em design.

Assim, na hora de vender sua ideia, o designer precisa deixar claro o que diferencia seu trabalho dos demais, qual será o tipo de projeto a ser desenvolvido, como ele agregará valor ao negócio e trará resultados e qual será seu apelo junto ao público final, em termos de funções práticas, estéticas e simbólicas. Além disso, é preciso evidenciar com propriedade e dados que sua solução é custo-eficiente e que tem demanda no mercado.

Quer saber mais sobre a importância do designer no setor moveleiro? Então siga acompanhando nosso canal de conteúdo! 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar