ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

como-vender-projetos-marcenaria-formobile

Alô, marceneiro: saiba como tornar-se um bom vendedor de seus projetos

Para montar uma marcenaria de sucesso, contar apenas com as melhores matérias-primas do mercado não é o suficiente. Afinal, como você bem sabe, os móveis não “se vendem” sozinhos e, por isso, cabe ao marceneiro a tarefa de assumir o perfil de vendedor para alavancar os seus negócios.

E para vender projetos de marcenaria, ter um conhecimento básico sobre técnicas de vendas é fundamental, sobretudo para lidar corretamente com os clientes, compreender suas demandas e oferecer justamente aquilo que eles precisam.

Sidneia Teixeira, sócia d’A Marcenaria, lista, a seguir, os requisitos mínimos para que o marceneiro se torne um bom vendedor. Entre as dicas, destaque especial para a necessidade de uma apresentação do projeto de forma mais profissional, por meio de recursos visuais e softwares específicos que ajudam a projetar os móveis, além da elaboração de um orçamento completo que contemple informações técnicas importantes, como a relação das ferragens utilizadas, as espessuras dos painéis escolhidos, os tipos de revestimentos empregados, assim como os prazos para entrega e montagem. Confira!

Conheça o produto e o projeto

“Acreditamos que para ser um bom vendedor, é necessário que o profissional goste do que faz, mas que, principalmente, tenha um excelente conhecimento do produto e do projeto que está vendendo, seja em relação à forma com a qual o móvel é fabricado, a diferença que existe entre os materiais utilizados, ou mesmo, as peças e técnicas empregadas na sua produção”, ressalta Sidneia Teixeira.

Escute o cliente e não minta para ele

“O bom vendedor precisa escutar o cliente, entender o que ele precisa e, em cima disso, oferecer o projeto ideal. O bom vendedor da área de móveis não deve nunca mentir ou ocultar informações do cliente, seja sobre características técnicas, seja para 'agradar' ou, até mesmo, para ‘garantir’ sua venda. Um cliente satisfeito pode até não indicar o serviço, mas aquele que não teve suas necessidades supridas se empenha comumente em fazer propaganda negativa”, garante a especialista.

Aprenda a ser objetivo na descrição do seu projeto

Um bom vendedor não deve ser prolixo quando estiver apresentando o seu projeto para os clientes. É importante, portanto, que o marceneiro treine a oratória para ser o mais objetivo possível na hora de descrever o que faz e quais são os produtos disponíveis. Falas longas dificultam a absorção do conteúdo, além de fazer com que o cliente disperse e perca, justamente, as informações mais importantes que o profissional deseja transmitir.

Tenha um portfólio bem descritivo

Uma das melhores formas de o marceneiro apresentar seus projetos para os clientes é demonstrando a sua expertise. A recepção da marcenaria é uma boa alternativa para expor um portfólio dos produtos. Deixar alguns dos melhores móveis produzidos expostos para que as pessoas saibam exatamente o que esperar do projeto é uma opção extremamente prática e atrativa.

Mas para ser um bom marceneiro e, ao mesmo tempo, vendedor, a empresária d’A Marcenaria chama atenção para um diferencial importante: “fazer exatamente o que foi negociado com o cliente, mesmo que pareça feio, fora do gosto particular e estranho. Afinal de contas, o ‘vendedor’ já deve ter explicado ao cliente todos os prós e contras desse produto, das combinações de cores e tudo mais, então o cliente sabe exatamente o que ele quer que seja entregue.

Apesar das dicas, Sidneia explica que, às vezes, é necessário contratar um vendedor especialista em móveis: “particularmente, para nós, como marceneiros, achamos necessário contratar um vendedor quando o volume de serviços está alto e não temos muito tempo disponível para toda a parte de negociações com o cliente, ou ainda, quando o ramo do cliente requer atenções diferenciadas. Como, por exemplo, quando o cliente é de uma universidade e precisa que a negociação seja feita em conjunto com engenheiros, arquitetos, setor contábil e tudo mais”.

Contudo, para quem é pequeno, micro ou médio empresário, a dica é procurar saber de tudo um pouco, no que se refere a seu segmento de negócio, inclusive de vendas. “Como microempresários, sempre achamos melhor fazermos todo o processo, é como se garantíssemos a qualidade do início ao fim, mas sem dúvida há momentos que precisamos de uma terceira pessoa, no caso, de um vendedor focado e especializado”, conclui a empresária.

Quer conferir mais dicas sobre como tornar-se um bom vendedor de seus projetos de móveis? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo e até a próxima! 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar