ForMobile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

cinco-pilares-gestao-estoque-empresa-moveleira-formobile

5 pilares da gestão do estoque para empresas do ramo moveleiro

Já falamos diversas vezes por aqui que fazer a gestão do estoque de forma eficiente é uma das tarefas mais determinantes para o sucesso de uma empresa do ramo moveleiro, conforme reitera Dyórdan da Rosa, especialista em administração. “Um estoque parado significa dinheiro imobilizado, por isso, todo cuidado é pouco na hora de administrar esse processo”, recomenda.

Pensando nisso, listamos, a seguir, cinco pilares fundamentais para um bom gerenciamento do estoque. Confira:

1. Inventário

Fazer um inventário das peças que a empresa possui é extremamente relevante. Recomenda-se que esse processo seja feito periodicamente. “Uma vez por ano é o mínimo dos mínimos”, garante o administrador.

No inventário, todos os itens que estão em estoque são listados, desde pranchas de madeiras até parafusos, por exemplo. E os itens devem receber, pelo menos, uma numeração que facilite uma identificação.

A falta desse controle prejudica a “inteligência” do negócio e pode até causar prejuízos, pois é por meio do inventário que se sabe o que se tem ou não no estoque.

2. Entrada e saída de itens

Para fazer uma boa gestão do estoque, também é preciso controlar as entradas e saídas dos itens. A retirada de uma peça ou de um produto, por exemplo, deve ser sempre registrada em um sistema para que a sua substituição seja realizada com sucesso. O mesmo deve ocorrer quando houver a inclusão de novos materiais para evitar gastos desnecessários.

3. Negociação com fornecedores

Uma boa relação com os fornecedores é fundamental para o sucesso de qualquer negócio, sobretudo quando existe a necessidade de troca de produtos ou de aquisição de algum item de forma emergencial. Por isso, vale a pena buscar parcerias com empresas de qualidade, que sejam flexíveis e façam entregas rápidas das mercadorias solicitadas.

4. Previsão de demanda

Se você tiver um estoque otimizado e mantiver o controle corretamente, com certeza, vai conseguir prever a demanda de materiais que precisará adquirir para atender a todos os pedidos. Por isso, a gestão não deve se basear apenas na quantidade atual dos itens estocados. É preciso considerar o histórico de movimentação para evitar que os itens fiquem parados ou faltem no estoque.

“É possível, ainda, trabalhar com a chamada 'Curva ABC', que mostra quais são os materiais que tiveram mais saídas e em qual período. Assim, fica mais fácil não cometer erros na hora da compra, não adquirindo, por exemplo, um produto que já há em duplicidade em seu estoque ou deixando de comprar o que mais gira mensalmente”, explica da Rosa.

5. Softwares para gestão do estoque

A digitalização pode ser uma grande aliada no processo de controle do estoque. Ao fazer manualmente somente o necessário, o gestor consegue reduzir erros de contabilidade, além de aumentar a segurança no armazenamento de seus dados e gerar informações importantes para a tomada de decisões.

“Com softwares para a gestão do estoque, é possível ganhar tempo e realizar ações muito mais rapidamente do que se você anotasse em um papel ou até em programas de planilhas, como o Excel”, conclui o administrador.

E você, de que forma realiza a gestão do estoque em sua empresa? Deixe o seu comentário abaixo e continue acompanhando o nosso canal de conteúdo.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar