ForMóbile faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Do hobby à profissão: 6 conselhos básicos para crescer na marcenaria

dicas para crescer na marcenaria.png
“Marceneiro por hobby trabalha em espaço improvisado, como dentro da própria casa, e com maquinário que não é de alta produtividade", confira a entrevista completa com Francisco Xavier

Nascido em uma família de marceneiros, Francisco Xavier sempre ajudou de alguma maneira das tarefas de produção de móveis. Apaixonado pelo mercado, entendeu que o melhor caminho para seguir carreira seria o da profissionalização. Isso o levou a fazer cursos profissionalizantes e técnicos, o que no final também contribuiu para corrigir erros em gestão e projetos que via na empresa do próprio pai. Xavier também estudou design de interiores e design de móveis, além de técnicas de movelaria no Senai, onde passou a dar aulas.

Histórias de crescimento como essa podem se repetir em marcenarias Brasil afora e servem de incentivo para quem já está na carreira ou mesmo para quem ainda encara ofício como hobby. Por isso, o professor e marceneiro do Instituto Xavier foi convidado para uma conversa no terceiro dia da ForMóbile Xperience 2020.

Acompanhe algumas dicas para chegar mais longe.

1 - Tenha clara a diferença entre “hobbysta” e profissional

“Marceneiro por hobby trabalha em espaço improvisado, como dentro da própria casa, e com maquinário que não é de alta produtividade”, diz Xavier. Em caminho oposto, o marceneiro profissional tem um espaço maior, layout organizado, gestão correta, gera receita, inclusive com separação de pró-labore.

2 - Saiba no que você é muito bom

Para deixar de ser hobby e passar a ser profissional, é preciso analisar o seu próprio conhecimento, conhecer sua especificidade e o mercado em que deseja entrar. “A marcenaria abre um leque grande, que passa por pintura, MDF, compensados, madeira de demolição etc. O primeiro ponto é saber qual mercado quer entrar e qual substrato quer trabalhar.”

Segundo o especialista, diante dessa reflexão vai ser possível escolher qual o espaço necessário e qual conhecimento precisa buscar para atingir o seu objetivo.

3 - Faça cursos profissionalizantes

Cursos profissionalizantes e técnicos são importantes para entrantes por aumentarem o networking, o desenvolvimento de parcerias, as oportunidades de mercado e, principalmente, direcionar sobre o uso ferramental da forma correta.

4 - Mantenha-se atualizado

Atualização é necessária para acompanhar o mundo. “Ir a eventos, como a ForMóbile é uma maneira de manter-se informado sobre tendências de mercado. Revistas, sites e redes sociais ajudam a ter referência de projetos. Visitar lojas também contribui para isso”, recomenda.

5 - Amplie o olhar

Do projeto, passando pela produção e chegando à gestão: existe uma dimensão muito grande no ramo da marcenaria, não é apenas trabalhar com a madeira. Hoje em dia, algo que tem agregado oportunidades é a tapeçaria residencial, que exige aptidão para costura, plano de corte e identificação de tecido.

 

6 - Escute o cliente

“Vamos escutar o desejo do cliente e vamos projetar sonhos para deixar clientes felizes”, indica Francisco Xavier. Para isso, além de empatia, é recomendado estudar e treinar aspectos de gestão e pós-venda.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar